sexta-feira, 17 de março de 2017

JUIZ ATENDE ZENALDO E AMEAÇA COM FORÇA POLICIAL QUEM INTERDITA LIXÃO DE MARITUBA


O juiz de plantão na comarca de Ananindeua, Eduardo Martins Teixeira, atendendo a um pedido da prefeitura de Belém, governada por Zenaldo Coutinho (PSDB), determinou no começo da noite que as famílais que voltaram a ocupar a entrada do lixão da Revita, em Marituba, desocupem imediatamente o local. 

Segundo Teixeira, será usada força policial caso os manifestantes e suas famílias, que estão desde o ano passado morrendo, sufocadas pelo fedor do lixão, não cumpram a decisão judicial. " A cidade de Belém não tem outro local para despejar seu lixo", disse o juiz, afirmando que a interdição "prejudica um serviço essencial à população".

Zenaldo, Jatene e seus secretários, que não tiveram competência para resolver um problema gravíssimo que eles próprios criaram, devem soltar foguetes, comemorando a decisão do juiz. Ou seja, conseguiram transferir suas responsabilidades para as costas largas do Poder Judiciário. 

Com a coleta de lixo novamente suspensa em Belém, Ananindeua e Marituba, a catástrofe social e ambiental agora virou caso de polícia. E a culpa é das vítimas do lixão. Mais uma vez.

Que bela solução.

Atualização da informação

Os manifestantes desocuparam hoje pela manhã a entrada do lixão, permitindo a chegada dos caminhões que trazem o lixo de Belém, Ananindeua e da própria Marituba. 

Aguarde matéria sobre como fica a situação. Ou seja, permanece exatamente como está.

Nenhum comentário:

Postar um comentário