quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

COLARES, A ILHA DO MISTÉRIO

Sidou e Monteiro: encontro e bom papo na Livraria Colares

Francisco Sidou *

Quarenta anos depois das aparições de estranhos objetos luminosos em Colares, que causaram pânico e algumas vítimas, ainda é muito intenso o clima de mistério na cidade. Estivemos lá no último final de semana e visitamos a "Livraria Colares", espaço cultural da cidade, onde as pessoas encontram grande acervo de obras, fotos, documentários abordando o fenômeno, além de servir de referência para estudantes e pesquisadores.
 

Lá fomos recebidos ( foto) com fidalguia pelo escritor Agildo Monteiro, um estudioso do tema, dono do espaço, autor dos livros "Café Colares" , "A Luz Misteriosa" e "Ilha de Colares na Amazônia - O Fenômeno Prato Voador". Participamos também de um "Café Literário" com alguns jovens universitários filhos da cidade que frequentam aquele espaço. 

Na ocasião, lembramos do colega jornalista Carlos Mendes, o primeiro repórter a publicar uma matéria jornalística sobre a aparição de OVNIs em Colares, inicialmente no jornal "O Estado do Pará" e depois na Revista UFO. O tema era então mantido sob rigoroso sigilo pela Aeronáutica, que realizou a famosa "Operação Prato", nos meses de agosto a outubro de 1977. 

Também assistimos a alguns documentários sobre o fenômeno, entre os quais o " Linha Direta" , abordando a "Operação Prato" , realizada pela Aeronáutica na tentativa de desvendar o mistério, com depoimentos de moradores e de estudiosos. Na ocasião, deixamos uma sugestão de pauta para um próximo "Café Literário" com o jornalista Carlos Mendes, que está finalizando seu livro sobre o tema.

Seria a realização em Colares de um evento - Congresso ou Seminário - para assinalar os 40 anos do ET de Colares, com a participação de estudiosos, pesquisadores e interessados pelo assunto. Claro que essa ideia só vingaria caso contasse com o apoio oficial da prefeitura de Colares e da secretaria de Turismo do Estado, além de empresas privadas. 

Certamente esse evento impulsionaria o turismo, gerando grandes oportunidades de renda para a população da cidade. 

Quem se habilita ?

*Francisco Sidou é jornalista e escritor

Nenhum comentário:

Postar um comentário