quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

O ÓDIO COMO INSTRUMENTO DE DIÁLOGO: MORRA O PT, MORRA MORO, MORRAM NEGROS, GAYS, ETC

Marisa Letícia: ódio nas redes sociais. Mas há outros alvos de infelizes

As redes sociais são o espelho da humanidade. Em todas as línguas, dialetos e gestos, abertos ou dissimulados. Há muita gente boa, do bem, de caráter, de extremo senso de humanidade e solidariedade para com os seus semelhantes, seja na dor ou na alegria.

Uma humanidade melhor, sem dúvida, se constrói com pessoas melhores. Com todas as virtudes e defeitos que cada um carregue consigo. Não sou maniqueísta e abomino a hipocrisia. Mas não posso me calar quando vejo pessoas utilizarem as redes sociais, suas páginas pessoais ou de amigos, para destilar o ódio incontrolável, burro e fascista contra outras pessoas.

Pior: aproveitam-se disso no momento em que o alvo de seus ataques está em um hospital, acometido por alguma doença ou que acabou de sofrer um imprevisto em seu estado de saúde, necessitando de urgência médica. Covardia é o que não falta.

Vejo e leio gente comemorando a morte de pessoas a quem odeiam, ou passaram a odiar por influência de outras pessoas. Às vezes nem sabem porque odeiam, apenas odeiam por odiar, porque é bom odiar. Alivia a alma pesada. É gente vibrando com desafeto com câncer ou que acabou de ter um ataque cardíaco, sofreu um acidente grave de carro ou avião, quebrou uma perna, um braço, foi atropelado, levou um tiro.

O odiado da hora é uma mulher, dona Marisa Letícia, a ex-primeira dama da República, mulher do ex-presidente Lula. Ela sofreu um aneurisma e inspira muitos cuidados num hospital de São Paulo. Bastou correr pelas redes sociais, TVs e rádios que ela havia sofrido o AVC para uma horda de gente que faz do ódio um instrumento de diálogo - ou monólogo - atacar dona Marisa, alguns até desejando-lhe a morte imediata, estendendo sua vontade insana ao ex-presidente Lula.

Os ataques que dona Marisa sofre, sem poder se defender, são os mesmos que sofreriam outras figuras públicas, pertencentes a outros partidos, que não o PT. Tem muita gente que defende a morte de pessoas do PMDB, PSDB, PP e de outras siglas, porque as odeiam com todas as forças e gostariam que elas sequer existissem.

Também pregam a morte de pessoas do STF, do Ministério Público, do juiz Sérgio Moro, de Temer, da Dilma, de governantes e de pessoas simples, não famosas. Aplaudem execuções por milícias e justiceiros. Vibram com a morte de negros pobres, homossexuais, lésbicas, deficientes, mendigos, índios.

A morte dos inimigos que elegem, para elas, é pouco. É muito ódio represado, muita amargura, muita transferência de responsabilidade pelo sofrimento que carregam. O inferno, como diria Sartre "são os outros". Então, a doença ou a morte desses "outros" servem de bálsamo para aliviar a carga negativa que elas carregam. Será que alivia?

Tenho certeza - ressalvadas as exceções - que muitos desses que vibram com o infortúnio alheio, na sua falta de humanidade, excesso de intolerância, preconceito, quem sabe achando-se melhores do que os outros, ou imunes às mazelas humanas e até à morte, frequentam igrejas, se declaram profundamente religiosos e falam em Deus a todo instante.

Ao fim e ao cabo, porém, são apenas pessoas infelizes, profundamente infelizes. Que espalham infelicidade ao redor. Contaminam o ambiente onde vivem. Infernizam a vida de parentes, amigos, vizinhos. 

Não suportam os outros, porque, no fundo, não se suportam.

5 comentários:

  1. Perfeito! Concordo integralmente com suas colocações e também me questiono a que Deus essas pessoas servem.

    ResponderExcluir
  2. Concordo integralmente com o conteúdo do seu texto e isso somente faz com que constatemos a que ponto degradante e vergonhoso chegou a humanidade, se é que podemos chamar esse comportamento de "humano" !!!

    ResponderExcluir
  3. Essa desumanização sempre existiu. Só que hoje ela é escancarada nas redes sociais. A comunicação evoluiu para mostrar o lado pior do ser humano.

    ResponderExcluir
  4. A rede tornou-se antisocial.abrigo de atormentados, fanáticos, e outros aticos.Nao serve mais.

    ResponderExcluir
  5. Texto impecável! Gostaria de saber o autor, não consegui visualizar.

    ResponderExcluir