VER-O-FATO: O GOLPE DA BIG BEN CONTRA OS CLIENTES: O BRASIL SE MANIFESTA NO VER-O-FATO

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

O GOLPE DA BIG BEN CONTRA OS CLIENTES: O BRASIL SE MANIFESTA NO VER-O-FATO

É impressionante a repercussão da matéria sob o título "E a Big Ben, hein? Que vergonha, enganava os clientes e embolsava o troco", publicada na noite de ontem aqui no blogue, tratando de recomendação feita pelo Ministério Público Federal (MPF) do Pará para que a rede de farmácias faça o que nunca fez: avise os consumidores de que eles estão adquirindo um plano de capitalização e não fazendo doação a alguma obra de caridade, como vinha ocorrendo, numa fraude grotesca contra os clientes. 

De Belém, de todo o Pará e de outros estados onde a rede Big Ben possui farmácias, consumidores indignados acessaram, compartilharam e estão distribuindo a matéria do blogue nas redes sociais. Aqui no Ver-o-Fato, até às 14:30 já havia mais de 105 mil acessos, segundo informa o Google, mantenedor deste blogue.

Até o final da noite daremos o resultado final dessas postagens, que já revelam o recorde absoluto de postagens num único dia. Antes, com mais de 97 mil acessos, a matéria "Tiroteio no Líder, e eu estava lá", de 6 de novembro passado, era a primeira colocada.  

O próprio Google já corrigiu e atualizou o ranking do blogue, como você pode ver no lado direito aqui da página, no painel, pela ordem, das matérias mais acessadas desde quando o Ver-o-Fato começou a existir, de agosto de 2015, ou seja, há pouco mais de um ano e cinco meses. 

Os jornais de Belém, as rádios e TVs, dos quais a Big Ben é uma das grandes clientes, não deram uma linha, um segundo sequer, dessa informação de relevante interesse público. O Ver-o-Fato e o jornalista Lúcio Flávio Pinto, em seu blogue, foram os únicos a tratar do assunto.

O blogue, antecipadamente, agradece a tantos acessos de um público ávido por boas informações e oriundas de fontes acreditadas.  

 

Um comentário:

  1. Empresa safada,corrupta, já me roubou uma vez na cara de pau, mas eu preferí não processar

    ResponderExcluir