VER-O-FATO: FEDERAIS APREENDEM CURIÓS EM BARREIRA POLICIAL. DONO DISSE QUE ERAM "FILHOS"

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

FEDERAIS APREENDEM CURIÓS EM BARREIRA POLICIAL. DONO DISSE QUE ERAM "FILHOS"

Os criadores dos curiós foram autuados pela PRF por crime ambiental

No começo da manhã de ontem, durante fiscalização na rodovia BR-010, policiais rodoviários federais, apreenderam três pássaros silvestres que estavam sendo transportados ilegalmente no bagageiro de um carro. O condutor e os dois passageiros foram presos e encaminhados à delegacia de polícia civil.

O flagrante de crime ambiental ocorreu no quilômetro 251 da BR-010 (Belém-Brasília), quando foi abordado um veículo Volkswagen Gol de placa JTZ-2469 transportando três pássaros da espécime pertencente à fauna silvestre brasileira "Oryzoborus Angolensisconhecidos", popularmente conhecido como "curiós".

Questionados sobre a propriedade dos animais e sobre a existência de licença da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), afirmaram que cada um dos pássaros pertencia a um dos ocupantes do veículo e que nenhum deles possuía registro dos animais. O condutor do veículo, João de Deus Xavier de Freitas, de 40 anos, apresentou somente uma "carteira de Identificação de Associado" da Associação Amigos Defensores dos Pássaros da Amazônia - ADPAM, uma Organização Não Governamental localizada no município de Mãe do Rio, constando seu nome como cooperador. 
 
Informou que ganhou o pássaro há aproximadamente quatro anos, que o tratava como se fosse seu filho e que tinha a intenção de legalizar sua propriedade junto ao órgão responsável. Como a captura, a criação e comercialização de animais silvestres, sem a autorização dos órgãos ambientais, são atos considerados crimes ambientais, constatado o flagrante de crime previsto no artigo 29, III, da Lei 9.605/98, os três homens foram presos e encaminhados à delegacia de Polícia Civil local para instauração de inquérito policial. 
 
Os pássaros silvestres foram apreendidos e entregues à Semma do município de Ipixuna do Pará.

Um comentário:

  1. Poderia ter soltado os animais, pagarem multa e mandado eles irem embora, pois acho que tem muito acidente acontecendo sem que a PRF fiscaliza as nossas rodovias. Vão ser condenados, presos e ingressarão no PCC, CV ou FDN.

    ResponderExcluir