VER-O-FATO: AS NOSSAS MISÉRIAS MUNDANAS, UMA CHATICE; MELHOR É FALAR DOS EXTRATERRESTRES

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

AS NOSSAS MISÉRIAS MUNDANAS, UMA CHATICE; MELHOR É FALAR DOS EXTRATERRESTRES



De volta a Belém, após cinco dias em Foz do Iguaçu, onde participei do Fórum Mundial de Ufologia - relatando minha experiência de repórter na cobertura das luzes misteriosas que se manifestaram no Pará entre 1977 e 1978, algumas vezes atacando pessoas e retirando-lhes o sangue, não se sabe para quê ou para quem - parece que as manchetes mundanas por aqui continuam a enriquecer um museu de grandes novidades. Vejamos algumas:

1 - Moradores de 14 bairros de Belém ficam sem água. Quer dizer, a Cosanpa, como um vampiro que se recusa a morrer de vez, debate-se com a estaca da insolvência financeira enfiada no peito, mas pune com imensa crueldade quem a sustenta: o esfolado contribuinte.

2 - MP e PF apuram fraudes e corrupção na saúde de Castanhal. Resumo da ópera: de cabo a rabo, de norte a sul, de leste a oeste deste país chamado Pará, ladrões e aprendizes de ladrões parecem insaciáveis no assalto aos cofres públicos. É  um complô bem safado para roubar nossas esperanças em algo melhor.

3 - Indígenas fecham BR-316 em Santa Maria. Eles reivindicam melhorias no atendimento à saúde de seus povos e querem eles próprios escolher um novo gestor na região para cuidar dos problemas, já que a Funai não passa de mera figura decorativa.

4 - Jatene vai aumentar imposto que você paga. Soube que o governador reuniu a imprensa num café da manhã que durou 6 horas, para dizer o que todos já sabem: o Estado não está com essa coca-cola toda que o tucano tentou vender. Foi obrigado a admitir que a crise já bate feia por aqui. Adivinha quem vai pagar o pato?

5 - Ibama apreende carga de madeira ilegal e fecha serrarias do Pará. Notícia igual a esta é mais velha que as pirâmides do Egito. E prova uma coisa que o blog Ver-o-Fato denuncia desde que nasceu, ano passado: os predadores das florestas regionais não sobrevivem sem a prática de seus crimes. Legalidade, para eles, nem pensar.

6 - PMs atiram por engano em carro com mulher e criança, em Belém. A mesma cena da semana retrasada, em Marituba, onde uma família escapou da morte por milagre nas mãos de policiais rodoviários federais sem noção - por sinal, que bicho deu essa barbaridade? -, agora se repete com PMs. No teatro de absurdos, nossa segurança pública pede para ser enterrada viva.

Enfim, são tantas as manchetes de ontem, de hoje, de amanhã, de meses e anos atrás, nessa repetitiva e esquizofrênica mesmice de fatos, que é melhor, por incrível que pareça, falar de coisas bem mais inusitadas. 

Que tal falar, por exemplo, de ETs, abduções alienígenas, crânios alongados no Peru que datam de 3 mil anos antes de Cristo, Operação Prato, naves-mãe na Baia do Sol, portais para outras dimensões, e coisas correlatas?

Essa nossa realidade binária, de esquerda e direita, bom e mau, governo e oposição, feio e bonito, burro e sabido, loucura e sanidade, santo e demônio, está ficando muito chata, um pé no saco. Dá náuseas.

Concorda comigo?

2 comentários:

  1. Concordo! E muito! Mas como nos livramos dessa realidade binária, chata e que não trás perspectivas de melhora?

    ResponderExcluir
  2. Caro Daniel, acredito que precisamos mudar nossa forma de pensar e agir, sem nos deixar levar por pensamentos e influências de pessoas à nossa volta que também estão perdidas e confusas. Não aceitar os padrões que nos são impostos já é uma forma de trilhar um caminho de mudanças. E isto não é mera abstração, mas atitude. Que exige prévio conhecimento e informação sobre a realidade à nossa volta.

    ResponderExcluir