segunda-feira, 21 de novembro de 2016

AS LUZES MISTERIOSAS DO PARÁ NO FÓRUM MUNDIAL DE UFOLOGIA, EM DEZEMBRO



O VIII Fórum Mundial de Ufologia (V UFOZ 2016), que acontece de 01 a 04 de dezembro em Foz do Iguaçu, é a mais recente edição de uma  grande tradição da Ufologia Brasileira. Organizada desde o início  pela Revista UFO, essa série de eventos teve início em 1997 em Brasília, com a presença de 70 conferencistas de 35 países. 

Eleito o  melhor congresso ufológico do Brasil, o UFOZ terá em sua edição 2016 a participação de 22 conferencistas, vindos de dez nações e que abordarão os mais variados, polêmicos e atuais assuntos relacionados à pesquisa ufológica.

Um dos grandes destaques será a presença do norte-americano Jan C. Harzan, diretor-executivo da Mutual UFO Network (MUFON), maior associação de pesquisa ufológica do mundo. Graduado em engenharia nuclear pela Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA), ele trabalhou na IBM e prestou serviços para diversas empresas conhecidas mundialmente.

Quando criança ele e seu irmão eram  interessados na questão ufológica e chegaram a tentar construir um  disco voador, ocasião quando tiveram um avistamento que marcou sua vida. Os UFOs são reais. O que faremos agora? é o título de sua conferência, na qual deixará claro a realidade do Fenômeno UFO, além  de discutir como essa aceitação irá influir nos aspectos sociais, posicionamento dos governos, crenças pessoais e em outros fatores de nossa sociedade.

O jornalista paraense Carlos Mendes é um velho conhecido da Ufologia  Brasileira, veterano com mais de 40 anos nessa profissão, na qual é  correspondente no Pará do jornal O Estado de São Paulo. Cobrindo há  muitos anos questões sociais e ambientais na Amazônia, ele é profundo conhecedor da região, e graças a isso acompanhou a extraordinária casuística ufológica nos arredores de Colares meses antes do início da Operação Prato da Força Aérea Brasileira (FAB). 

Mendes ouviu  relatos assustadores descrevendo a movimentação de luzes não identificadas que atacavam os moradores da região e teve seguidos contatos com o próprio Uyrangê Hollanda, comandante da Operação Prato, e seus liderados. Em sua conferência, "Novos Fatos sobre a Operação Prato", Carlos Mendes apresentará informações pouco conhecidas daquela época, como a maneira com que a missão militar foi noticiada nos jornais, e até mesmo como um agente da Agência Central de Inteligência (CIA) se infiltrou no jornal "O Estado do Pará".
 


3 comentários:

  1. sei que não é o assunto da postagem
    mas é de intresse público
    Nº 0000279-98.2016.6.14.0010 - AÇÃO DE INVESTIGAÇÃO JUDICIAL ELEITORAL

    SERGIO MURILO DOS SANTOS GUIMARAES
    AÇÃO DE INVESTIGAÇÃO JUDICIAL ELEITORAL - Ação de Investigação Judicial Eleitoral - PEDIDO DE CASSAÇÃO DE DIPLOMA - PEDIDO DE CASSAÇÃO DE REGISTRO - PEDIDO DE CONCESSÃO DE LIMINAR

    18/11/2016 18:58 Registrado Decisão Liminar de Deferindo (Concessão Antecipação da Tutela)

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de conversar contigo sobre a operação prato e o congresso de ufologia. Entra em contato no meu MSN.

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito de saber que você vai publicar um livro sobre o fenômeno de 1979. Caso você haja por bem adicionar à narrativa da sua vivência o meu testemunho, sobre um único mas marcante episódio na Baía do Sol, estou ao seu dispor. Um forte abraço.

    ResponderExcluir