sábado, 1 de outubro de 2016

MANIPULAÇÕES DE PESQUISAS E OUTRAS ATROCIDADES ELEITORAIS




Há certas manipulações de pesquisas que não resistem nem aos próprios números dos institutos que as fazem, bem como aos fatos de quem tem o notório interesse de incensar candidatos ou partidos que, no poder, sustentam com fartas e generosas propagandas alguns veículos de comunicação.


É o caso das pesquisas do Ibope e da Doxa, publicadas na edição deste domingo do jornal "O Liberal" que já está nas ruas. No começo da tarde deste sábado, do "Jornal Liberal 1ª Edição", da TV Liberal, não houve nenhum pudor em escancarar a preferência do grupo ORM pela candidatura do prefeito Zenaldo Coutinho, do PSDB.


A manchete do jornal é um claro indício dessa manipulação: "Pesquisas indicam Edmilson e Zenaldo no 2º turno". Ora, a TV Liberal, no jornal do meio-dia diz que Zenaldo e Eder Mauro "estão tecnicamente empatados", como aponta o Ibope, e que o "professor Maneschy e Eder Mauro estão tecnicamente empatados", dentro da margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos.


Se os números dizem isso, a manchete do jornal deveria refletir tal equilíbrio, para não induzir o eleito, como o faz, a optar por Zenaldo, afirmando entusiasticamente que o prefeito recandidato já está no segundo turno.


A forma de se utilizar dos números do Ibope para puxar a brasa para a sardinha do candidato tucano, ne verdade, poderá ser um grandioso tiro no pé, obtendo efeito contrário, se Eder Mauro, na votação real, for para o segundo turno e não Zenaldo. Também se expõe ao ridículo se o professor Maneschy - o candidato que mais cresceu nas últimas pesquisas, bater Zenaldo e Eder Mauro nas urnas e disputar o segundo turno com Edmilson, o único que não é ameaçado por nenhum dos candidatos, como mostram essas mesmas pesquisas.


Ainda assim, "O Liberal" recorre a um malabarismo numérico-estatístico ao afirmar, de forma grotesca, mencionando pesquisa da Doxa - esta, numa ousada disparidade, coloca Zenaldo 12,6 pontos de diferença de Zenaldo para Eder Mauro, ao contrário dos 3 pontos de diferença aferida pelo Ibope no empate técnico entre o candidato do PSDB e o do PSD -, que a diferença de Edmilson para Zenaldo, dentro da margem de erro de 3,5 pontos para mais ou para menos, é de 0,1%, o que significaria "praticamente um empate técnico". Essa foi de provocar gargalhadas até em deprimido.


Em tudo e por tudo que as manipulações indicam, a candidata Úrsula Vidal, a de melhor desempenho nos debates nas TVs RBA, Record e Liberal, mas hoje com minguados 5 pontos, jamais poderia chegar ao segundo turno, apesar de nos últimos dias, pelo burburinho que se ouve pela cidade, muita gente prometer que votará nela.


Durma-se com tantas manipulações até a hora de votar e conferir, com as urnas abertas e a apuração em andamento, se os eleitores, já assediados por outras maquinações mais sórdidas, como a compra de votos, foram ou não influenciados pelas pesquisas.


Afinal, estamos próximos de viver o maior avanço democrático de todos os tempos, a tempestade perfeita. O dia em que os eleitores votarão nos institutos de pesquisas e não mais em partidos ou candidatos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário