VER-O-FATO: AS LUZES MISTERIOSAS DO PARÁ, EM PALESTRAS AQUI E NO FÓRUM MUNDIAL DE FOZ DO IGUAÇU

sábado, 15 de outubro de 2016

AS LUZES MISTERIOSAS DO PARÁ, EM PALESTRAS AQUI E NO FÓRUM MUNDIAL DE FOZ DO IGUAÇU



Não era a minha praia jornalística, mas entre 1977 e 1978, pautado por meu editor no jornal "O Estado do Pará", tive de aprender a nadar e navegar por esse tema que mexe com todo mundo - de crédulos a céticos: as aparições de luzes misteriosas que desciam dos céus e sugavam o sangue das pessoas, deixando-as desfalecidas, num raio de 260 quilometros da região nordeste do Pará, de Colares, a 94 km de Belém, até Viseu, na fronteira com o Maranhão. O famoso "Chupa-Chupa", "Luz Vampira", ou "Luz do Diabo".

Cobri os fatos como repórter, entrevistei dezenas de pessoas, e ao longo desses quase 40 anos passei de entrevistador a entrevistado. E agora, também, a conferencista. 

Como entrevistado, foram três entrevistas ao canal de TV fechada History Channel - uma delas como personagem central da série "Arquivos Extraterrestres" - uma entrevista ao canal National Geographic, duas ao Globo Repórter, da Rede Globo, uma a Rede Record, além de reportagens com participação em canais de TV do Canadá, Coréia do Sul, Reino Unido e Alemanha. 

Sei do enorme interesse que o assunto desperta, como sei que o assunto OVNIs e a vida inteligente em outros planetas atrai a curiosidade de muita gente e provoca de debates sérios e de conteúdo científico ao deboche e ao escárnio de pessoas que consideram tudo isso coisa de gente maluca e desocupada. 

De tanto falar sobre o assunto com jornalistas que me procuram, resolvi escrever um livro, com novidades e revelações sobre aquilo que cobri naqueles anos do final da década de 70, em plena ditadura militar e sob rigorosa censura e bisbilhotagem do SNI, o antigo Serviço Nacional de Informações. 

O livro está  na fase final, mas já desperta interesse de editoras inglesas, americanas e brasileiras.

Canais de TV como  o da americana HBO e produtores do Netflix, além da Rede Record também já me procuraram para negociar os direitos autorais do livro para produção de minissérie no estilo de "Narcos", que hoje tem o ator brasileiro Wagner Moura, o "capitão Nascimento", de Tropa de Elite 1 e 2, no papel do colombiano Pablo Escobar, um dos maiores traficantes de drogas de todos os tempos.

Fórum Mundial

No começo de dezembro, a convite da organização do evento, estarei em Foz do Iguaçu (PR) para uma conferência de 1 hora de duração no VIII Fórum Mundial de Ufologia, coordenado pelo amigo Ademar Gevaerd, diretor e editor da Revista UFO. Outros 21 palestrantes e pesquisadores de todo o mundo estarão nesse Fórum, que terá duração de 5 dias. 

Não poderia recusar desta vez o convite do Gevaerd, um amigo dileto e pesquisador sério do tema, até porque, segundo ele, eu nem imagino o interesse que minha palestra já desperta entre os participantes do Fórum, cujas inscrições estão abertas. 

No dia 1º de novembro, fazendo uma espécie de aquecimento da palestra no VIII Fórum Mundial, estarei na "Loja Maçônica Academia Nagib Francês", aqui em Belém, às 20 horas, numa sessão aberta também ao público não-maçon. O tema será "Operação Prato e outras Revelações: um Repórter na Rota das Luzes Misteriosas". 

A chamada do VIII Fórum Mundial de Ufologia deverei postar  aqui no blog no começo desta semana. Mas a chamada da palestra na "Loja Maçônica Nagib Francês" vocês já podem conferir acima.  O endereço do local da palestra está no anúncio.

Aguardo os interessados por lá. Vocês são meus convidados

3 comentários:

  1. Todos à bordo.O livro deverá ser um best sellers, e a palestra deverá trazer luz no fim do túnel.Imperdivel.

    ResponderExcluir
  2. Neste evento em Belém,poderia eu ter a oportunidade de relatar a minha experiência no assunto?

    ResponderExcluir
  3. Neste evento em Belém,poderia eu ter a oportunidade de relatar a minha experiência no assunto?

    ResponderExcluir