segunda-feira, 10 de outubro de 2016

A ADESÃO DE ÚRSULA A EDMILSON, A MÁGOA DE EDER MAURO, E O MEDO DE ZENALDO

A decisão da jornalista Úrsula Vidal de apoiar Edmilson Rodrigues neste segundo turno, contra Zenaldo Coutinho, desencadeou nas redes sociais uma onda de ofensas e ataques gratuitos contra a ex-candidata do partido Rede. As ofensas significam um misto de despropósito e inconsequência.

Alguns, entendem que Úrsula não poderia apoiar Edmilson porque se colocou como uma alternativa de renovação na política local. Ou seja, seria uma opção ao que Edmilson representa. Outros, porque gostariam que ela apoiasse Zenaldo ou pelo menos ficasse neutra para não atrapalhar o tucano. 

Quem viu, na verdade, a postura da candidata do Rede durante os debates na televisão percebeu que Úrsula estava  bem mais perto de Edmilson, pela identidade no discurso, do que de Zenaldo e seu pensamento conservador de direita. 

Dá para imaginar o que não acontecerá, nas redes sociais, se o deputado e ex-candidato Eder Mauro também seguir o rumo de Úrsula. Justamente ele que foi tratado como um zero à esquerda, um desqualificado para governar Belém, durante a campanha no primeiro turno do candidato da aliança comandada pelo PSDB.

Eder Mauro já foi sondado por Jatene, mas a primeira investida fracassou. O deputado ainda rumina suas mágoas pela forma como foi tratado por Zenaldo e seus candidatos a vereador. O deputado tentou atrair partidos pequenos para ter mais tempo na TV, mas foi esmagado pelo assédio dos tucanos. 

Pressões e ameaças

Até secretárias foram prometidas pelos governos estadual e municipal para aqueles que ignorassem Eder Mauro. E quem já tinha algum cargo no terceiro e quarto escalões desses governos foi ameaçado de ficar sem nada caso insistisse em embarcar naquilo que foi chamado de "aventura" do deputado.

Nas próximas horas, porém, Eder Mauro dirá qual rumo irá tomar. Seu capital de 128.549 votos foi expressivo na eleição, embora isso não signifique que ele tenha controle sobre o eleitorado que acreditou em sua candidatura. O mesmo vale para Úrsula e seus quase 80 mil votos.

Zenaldo, porém, teme que seu governo, desaprovado por  mais de 70% do eleitorado, vire a "geni" na eleição do próximo dia 30. Principalmente se ele avançar às cegas sobre os que votaram em Úrsula e Eder Mauro, subestimando a inteligência desses eleitores. 

O recado das urnas, no primeiro turno, foi muito duro para Zenaldo. Apesar da vitória de Pirro que ele obteve.

6 comentários:

  1. Concordo com a análise do nobre jornalista mas faço a observação da ausência do professor Maneschy nessa análise. O professor teve uma boa votação e pode decidir a eleição a favor do sr. Edmilson Rodrigues. Peço que considere a observação por mim feita. Grato. Herculano Rodrigues Neto.

    ResponderExcluir
  2. Eu que agradeço, Herculano. Não inclui o professor Maneschy porque nem o ex-candidato ofereceu qualquer declaração sobre sua inclinação neste segundo turno. No blog do Barata foi dito que um acordo entre Jader e Jatene estaria ocorrendo nas alcovas do poder. Se for verdade isso, Maneschy teria de apoiar Zenaldo. E, nesse caso, deixar o PMDB, onde mal entrou. Já analisei essa questão e disse acreditar na possibilidade desse acordo Ja-Ja, menos na probabilidade. Pelo menos no momento. Então, falta o Maneschy apresentar-se e dizer se apóia Edmilson ou ficará com Zenaldo. Volte sempre por aqui, Herculano. Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. A ex-Candidata deixou levar por quem sabe uma possível boquinha em um possível governo Edmilson. Tristeza para os nela votaram, como eu. Espera independência e a candidata logo se apressou em comercializar o seu capital vergonhosamente. Seu fim será idêntico ao da Socorro Gomes, que levou um balaio de votos em uma eleição no passado, e em seguida deixou-se cair nas graças daquele conhecido ladrão e nunca mais arrumou nada em termos de votos, passando a viver de carguinhos aqui e ali. Sra. Úrsula não conte mais com meu voto pra nada. Quem com os porcos se mistura, farelo como!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve estar comendo muito farelo mesmo para vomitar tanto excrementos pelos dedos.

      Excluir
  4. Melou Úrsula, perdi meu voto...
    Agora é Zenaldo Prefeito!

    ResponderExcluir
  5. Parabéns Ursula pela decisão. Usso mostra que Belém não quer um prefeito incompetente que ai está e como disse bem o jornalista, tem 70% de reprovação. Seguir com Zenaldo é de uma incompetência sem tamanho. Espero que o Del. Eder Mauro tenha bom censo e apóie a candidatura da mudança!

    ResponderExcluir