VER-O-FATO: QUAL CANDIDATO A PREFEITO DE BELÉM RESPONDE A ESTAS PERGUNTAS?

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

QUAL CANDIDATO A PREFEITO DE BELÉM RESPONDE A ESTAS PERGUNTAS?


 
O primeiro debate entre os candidatos à prefeitura de Belém - a partir das 17 horas de hoje no Centro de Convenções Benedito Nunes, da UFPA, numa promoção do Diretório Central dos Estudantes (DCE) e transmissão  do blog Ver-o-Fato - está movimentando estudantes, professores e o público fora dos muros da Universidade. No Facebook, na página do DCE, organizador das regras do debate, os estudantes organizam suas perguntas para que sejam apresentadas aos candidatos.  

Dentre tantas perguntas, faltou pelo menos uma sobre a questão ambiental, principalmente os lixões para onde é levado todos os rejeitos das residências de Belém e Ananindeua. A respeito disso, André Nunes, ambientalista e proprietário de um restaurante em Marituba, enviou para o blog as seguintes perguntas aos candidatos a prefeito de Belém para que eles se manifestem, aqui mesmo no Ver-o-Fato, se não quiserem fugir do tema.

"Caríssimo Carlos, sempre é de fundamental importância o primeiro debate. Ele é que vai balizar os próximos, fazer correções etc. uma espécie de ensaio geral para os marqueteiros. É quando os candidatos estão mais próximo de sua verdadeira identidade, se é que isto é possível. Farei tudo para comparecer, mas se não der, acompanharei grudado no Ver-o-Fato

Como não terei oportunidade de perguntar, faço-o a ti, pelo menos duas das dezenas perguntas que me engasgam: 1 - O que o candidato pretende fazer com uma imoralidade chamada Lixão de Marituba, impropriamente chamado de aterro sanitário. Embora esteja em outro município esta pergunta procede, pois diz respeito basicamente ao lixo de Belém; 1.1- ele, o LIXÃO está encravado na zona urbana de Marituba, limitando-se com os quintais e jardins da casas; 1.2 - está em cima do Rio Uriboquinha/Uriboca; 1.3 - é vizinho de cerca do REVIS-Refúgio da Vida Silvestre de proteção integral e outras mais inconformidades legais e humanitárias. 

2 - A catinga está a expulsar, por enquanto mais de 20.000 moradores não somente de Marituba quanto do Quilombo do Abacatal, também na vizinhança, atestado por abaixo-assinado entregue aos moradores. 3 - Se algum dos candidatos, direta, ou indiretamente, está recebendo dinheiro do Grupo Multinacional do Lixo, Solvi, Revita, Guamá, Vega ou outra denominação que esteja a utilizar. Esta pergunta prende-se ao fato de que tal grupo, em eleições passadas, o fez soberbamente, sendo, antes mesmo de se instalar o maior doador de campanhas eleitorais do Estado. 4. E por último, mas não menos importante, consta, não posso afirmar, mas si non e vero e bene trovatto que mais de 30.000 moradores de Marituba votam em Belém... 



A outra pergunta, meu caro Mendes: o que o candidato pretende fazer com um sem número de próprios públicos cedidos graciosamente a particulares? É emblemático o tal Parque de Exposição do Entroncamento, doado(?) para uma tal fantasma ARPP Associação da Pecuária do Pará de meia dúzia de fazendeiros do Marajó, que só serve de show-room e estacionamento para a loja Dicasa, a Igreja Tenda dos Milagres, montagem de circos e espetáculos do Calcinha Preta e outros que tais. E essa renda, para onde ou para quem vai?


Obrigado, amigo sei que tais indagações não devem caber nesse evento, até por força do regulamento, mas de qualquer modo, faço-as a ti. Um abraço, André Nunes.

4 comentários:

  1. ESSA É FACIL DE RESPONDER; TODOS DIRÃO ;VAMOS REMOVER O LIXÃO PARA OUTRO LUGAR.MAS NA VERDADE NÃO HAVERÁ MUDANÇA DE LOCAL POIS O QUE ESTÁ EM JOGO É O LUCRO DA EMPRESA QUE TRATA O LIXO. IBAMA , MP, E OUTROS ESTÃO CALADOS E CALADOS FICARÃO. PERGUNTA Nº 2 - VÃO RESPONDER; VAMOS APURAR E PUNIR OS CULPADOS. MAS NA VERDADE O ESPAÇO VAI CONTINUAR NAS MÃOS DOS ATUAIS, POIS É FONTE DE DINHEIRO E DE LÁ QUE SOBRA UMA PONTA PARA CAIXA 3,4,5. VEZ QUE CAIXA 2 É PROIBIDO.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. As perguntas do André Nunes são extremamente oportunas, pena que ele não possa estar no debate para formulá-las pessolmente aos candidatos. As críticas do Zé Luiz são certeiras e retratam o velho problema dos donos da cidade, ricos e poderosos que fazem o que bem entendem e financiam campanhas de candidatos, praticamente comprando seus mandatos. Uma vergonha.

    ResponderExcluir
  4. A quem culpar pelo "Lixão" de Marituba?
    MPF ? IBAMA? SEMA? DEMA? Quem autorizou sua construção e licenciamento? Pois antes do político, tem o gestor que autoriza? O procurador que denuncia? Quem se calou e ou omitiu?
    O mesmo serve para o entroncamento.

    ResponderExcluir