VER-O-FATO: PRESIDENTE DO TJ PARÁ MANDA INVESTIGAR SINDICATO DOS SERVIDORES DO JUDICIÁRIO

sexta-feira, 15 de julho de 2016

PRESIDENTE DO TJ PARÁ MANDA INVESTIGAR SINDICATO DOS SERVIDORES DO JUDICIÁRIO

Guerreiro recebeu um vídeo com acusações contra ele feitas pelo Sinjep


O presidente do Tribunal de Justiça do Pará, desembargador Constantino Guerreiro, instaurou sindicância investigativa para apurar supostas infrações disciplinares previstas no artigo. 178, inciso XI, do Regime Jurídico Único dos Servidores, praticadas pela direção do Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário do Pará (Sinjep). 

Segundo informa o site do próprio TJ, o requerimento que deu origem ao despacho foi formulado pelo Sindicato dos Oficiais de Justiça do Pará (Sindjus), hoje em rota de colisão com o Sinjep e constante troca de farpas entre as duas entidades. 

Até que a apuração dos fatos seja concluída, o Sinjep, ainda de acordo com o presidente do Tribunal, "está proibido de participar de reuniões ou negociação a respeito de direitos e interesses dos servidores públicos do Poder Judiciário". 

Além disso, o presidente oficiou o Ministério Público do Estado do Pará, a fim de proceder apuração de possíveis irregularidades no processo de eleição dos membros de direção do Sinjep.

Também haverá instauração de sindicância investigativa para apuração das afirmações de ocorrência de "promiscuidade" e "maracutaia" relativamente à figura da Presidência do TJ. A íntegra da decisão pode ser conferida no Diário da Justiça desta sexta-feira, 15.  Um vídeo com as acusações ao presidente foi anexado ao pedido do Sindjus. 

A decisão do desembargador Constantino Guerreiro você confire  aqui.    

Nenhum comentário:

Postar um comentário