quinta-feira, 7 de julho de 2016

NO PAÍS DOS HIPÓCRITAS, A BURGUESA, O EDUARDO CUNHA E O FILÓSOFO "PEDRO BOIUNA"

Cunha chorou e ganhou elogios de quem age mais pela emoção do que pela razão
 
 
O Brasil é um país de hipócritas. Ainda há pouco, num desses programas de TV do meio da tarde em que se prenuncia o fim do mundo, uma senhora bem vestida - dessas que na plateia costumam balançar as jóias em peças de teatro, em vez de bater palmas - disse que estava "com pena" do Eduardo Cunha por ele ter "chorado e ficado emocionado" ao anunciar sua renúncia à presidência da Câmara. 
 
Um outro apresentador também se declarou "comovido" com o gesto de Cunha. Chegou a dizer que entendia o que ele estava sofrendo. A burguesa e o sem noção não falaram um segundo sobre a roubalheira e o dinheiro na Suiça, na conta de Eduardo Cunha.

Após ouvir a baboseira da madame e do comentarista de TV, lembrei-me do velho e já falecido filósofo do meu querido bairro da Matinha - hoje Fátima, batizado pelos católicos em razão de lá estar localizado o Santuário com o nome da santa -, o sr. Pedro Menezes, o "Pedro Boiuna".
 
O "seu" Pedro mal sabia escrever e falar, mas dizia coisas geniais, que nunca esqueci. Sentado em sua cadeira de vime, no puxadinho da casa, ele dizia, toda vez que morria uma personalidade do Pará ou do Brasil: "nesse país, quer ser bom, morra, desapareça ou renuncie ".
 
Juro por Deus que se "seu" Pedro Boiuna ainda estivesse vivo eu daria um beijo na face dele.

Mais que filósofo, era um profeta. E dos bons.

5 comentários:

  1. EU ACRESCENTARIA: RENUNCIE MAS DEVOLVA TODO O DINHEIRO INDEVIDO QUE PEGOU.

    ResponderExcluir
  2. Ele não vai devolver, mas a Justiça irá obrigá-lo a fazer isso. A estratégia da renúncia à presidência é para salvar o mandato. Acredito que já fez isso tardiamente.

    ResponderExcluir
  3. Ladrão safado, já deveria ter renunciado há muito tempo. E ainda chora, lágrimas de crocodilo.

    ResponderExcluir
  4. O choro, Clarice, faz parte do enredo para aparecer como vítima. Antes, era frio e inalcançável. Ele foi um dos tantos que tentaram paralisar a Lava Jato. Deu com os burros n´agua.

    ResponderExcluir
  5. Não esqueça de dar os créditos da piada das jóias a John Lennon rs

    ResponderExcluir