Linha de Tiro - Gilberto Valente

quarta-feira, 13 de julho de 2016

EM PARAUAPEBAS, HOMENS INVADEM PRÉDIO E DESTROEM TRANSMISSOR DA TV RBA, DA FAMÍLIA BARBALHO



A coisa está feia em Parauapebas. Dois homens invadiram na madrugada desta quarta-feira o prédio da TV RBA - da família Barbalho - em Parauapebas, renderam o vigia e destruiram o transmissor da emissora, avaliado em mais de R$ 500 mil (Veja o vídeo acima, com o relato do caso).

A TV RBA no município está fora do ar desde a madrugada de hoje. A Polícia Civil e a Secretaria de Segurança foram acionados para investigar o caso e prender os responsáveis.

Os Barbalhos afirmam que o crime foi "político", porque tanto a TV como o jornal "Diário do Pará" tem denunciado irregularidades na atual gestão municipal - leia-se o prefeito Valmir da Integral, mas cujo nome não é citado na nota da direção da empresa em que ela denuncia o "atentado".

Veja a nota da RBA, aqui:

Nota de Repúdio


"A direção da RBATV Parauapebas, bem como todos os funcionários da emissora afiliada à Band, Canal 30, vem a público repudiar o ato criminoso ocorrido durante a madrugada desta quarta-feira, 13 de julho de 2016, quando dois bandidos invadiram o prédio onde fica a torre de transmissão, localizado no Morro dos Ventos.

A audácia foi tão grande, que a primeira atitude dos criminosos foi mudar a posição da câmera de segurança para que a ação não fosse registrada. Em seguida os dois “paus mandados” arrombaram a fechadura do portão de entrada e renderam o operador de plantão, que por cerca de dez minutos teve uma arma apontada para a cabeça, enquanto o outro comparsa quebrava o bem maior da emissora, que foi o transmissor, que custa em média meio milhão de reais. 

Ficou claro que a ação criminosa foi executada por quem entende do assunto, pois o objetivo foi apenas prejudicar o funcionamento da emissora, pois nada, absolutamente nada foi levado do local.


Diante do ocorrido, a direção da RBATV Parauapebas entende que tudo isso não passa de perseguição política. E em virtude da covardia dos autores do crime, a programação local da emissora ficará fora do ar.

Já estamos trabalhando no sentido de solucionar o problema o mais rápido possível e contamos com a compreensão de nossos telespectadores e clientes".

2 comentários:

  1. Outro dia foi em Curuçá, ameaçaram um membro do grupo de comunicação dos Barbalhos...
    Agora em Parauapebas... Será que os Barbalhos estão agradando mais que desagradando seus "ouvintes"/"telespectadores"?
    A gente poderia fazer uma comparação assim: a RBA entra nos lares com informações, muitas seletivas, geralmente, só para chacoalhar os governos estaduais ou municipais, e os telespectadores e ouvintes se sentem impotentes para reagir, assim, fizeram com a TV; só que lá o estrago, ao que parece, foi grande... Mas isso é explicado por Newton, "a toda ação corresponde uma reação igual e contrária"...

    ResponderExcluir
  2. Acredito que os Barbalhos calculam suas ações políticas e devem também avaliar as repercussões das matérias jornalísticas que seus veículos de comunicação produzem. Se é isto, então devem também assumir os riscos de sua teoria sobre Newton.

    ResponderExcluir