VER-O-FATO: EIS O DOCUMENTO QUE PROVOCOU A CASSAÇÃO DO MANDATO DO DEPUTADO WLADIMIR COSTA

sábado, 9 de julho de 2016

EIS O DOCUMENTO QUE PROVOCOU A CASSAÇÃO DO MANDATO DO DEPUTADO WLADIMIR COSTA


Gastos omitidos da prestação de contas à Justiça Eleitoral, falsidade em documento, abuso de poder econômico, despesas sem comprovação de origem, entre outros crimes, foram determinantes para que o Tribunal Eleitoral do Pará (TRE) condenasse o deputado federal Wladimir Costa (SD) à perda do mandato. 

O autor do pedido de cassação foi o procurador Regional Eleitoral do Pará, Bruno Valente, baseado em pareceres técnicos do TRE que apontam o abuso de poder econômico. Valente afirma que as omissões na prestação de contas impedem a verificação da regularidade da campanha. “E mais, demonstram total desprezo com a demonstração de regularidade, uma vez que foram identificadas despesas não contabilizadas e, consequentemente, sem comprovação da origem dos recursos arrecadados (caixa dois)”, acusa o procurador. 

Segundo ele, o deputado teve a prestação de contas impugnada e rejeitada pelo pleno do TRE em 2014. Wlad declarou que gastou R$ 642.457,48 durante sua campanha à Câmara Federal, mas segundo o MPE, o candidato deixou de declarar R$ 149.950,00 em despesas de material gráfico, além de mais de R$ 100 mil em despesas efetuadas entre julho e setembro do ano eleitoral de 2014, que não constam na prestação de contas.

Com exclusividade, o blog Ver-o-Fato teve acesso ao processo de Wlad que foi julgado pelos seis juízes do TRE, que por unanimidade o condenaram à perda do mandato. São 11 páginas com todas as acusações do MPE, assinadas por Bruno Valente. Wlad ainda pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Leia aqui a acusação:
 

 
 
 
 
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário