sábado, 11 de junho de 2016

"FORA TEMER" EM BELÉM PEDE VOLTA DE DILMA E ELEIÇÕES GERAIS

Os manifestantes consideram "ilegítimo" o governo do peemedebista e pedem sua saída. Foto Artur Sobral G1



Carlos Mendes  - O Estado de São Paulo

 Aos gritos de “golpista” e “Fora Temer”, cerca de 2 mil pessoas, segundo avaliação dos organizadores e “menos de 800”, na estimativa de um oficial da Polícia Militar, reuniram-se no final da tarde e começo da noite em frente ao Teatro da Paz, no centro da capital paraense. A manifestação foi organizada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), MST e movimentos sociais ligados ao PT, PC do B e outros partidos de esquerda. 
 
Segundo Vera Paoloni, da CUT, o protesto foi para deixar bem claro que que eles não aceitam Michel Temer como presidente. “Queremos resgatar a nossa democracia. Somos contra aos cortes nas políticas sociais, que atingem os trabalhadores, as minorias, os estudantes, os aposentados. Nós queremos o Brasil livre e democrático", resumiu.

Ao microfone de um carro-som, dirigentes sindicais, estudantes e sindicalistas criticaram o governo provisório, chamando-o de “ilegítimo” e prometendo que voltarão às ruas em outras manifestações já programadas até que Temer “deixe o Palácio do Planalto”. 
 
Entre os oradores, alguns defenderam a imediata convocação de eleições gerais, enquanto outros gritavam “volta, Dilma”.

Um comentário:

  1. NA VERDADE É FORA TODA ESSA CORJA QUE ENVERGONHA O PAÍS E ENOJA A TODOS OS BRASILEIROS!

    ResponderExcluir