INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL

Linha de Tiro - 19/04/2018

domingo, 1 de maio de 2016

JUSTIÇA, POLÍCIA E DEFENSORIA SUMIRAM DE IGARAPÉ-MIRI. E POVO DENUNCIA ABANDONO






A situação da segurança pública no Pará é crítica. Em Igarapé-Miri, município da região do Baixo Tocantins, ela chega a ser caótica. Segundo o blog Gazeta Miriense, além de poucos policiais, o apoio da Segup é quase nenhum. São a prefeitura e a população que socorrem a Polícia Militar com alimentos e combustível. Uma vergonha.

"Nem mesmo acordo firmado com autoridades do estado tem sido cumpridos. É verdade que não é de hoje, mas aqui existem complicadores maiores do que o tráfico de drogas e as milícias", diz o blog.

O pior de tudo é que o Judiciário também não funciona a contento. "E estamos com novo risco de ficar sem juiz titular. O último juiz titular foi nomeado em 2014 e já pediu para sair. Ele está na fila de remoção do Tribunal de Justiça e pode deixar a nossa comarca ainda em maio". Se o juiz sair, a comarca ficará apenas com um juiz substituto até nomeação de outro titular que pode demorar não se sabe quanto tempo.

Se com juiz a fila de processos já é grande, especialmente na área criminal, imagine com substituto que vai no máximo uma vez na semana à Igarapé-Miri. Mas a dureza não acaba aí.

No município também não há defensor público. A Defensoria só dá as caras por lá em média duas vezes por mês. Diante desse descaso com os pobres da chamada "Terra do Açaí", é fácil ver a fila no fórum daqueles que não têm como pagar um advogado para suas demandas judiciais.

A falta de juiz preocupa a sociedade, mas o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Constantino Guerreiro em resposta ao prefeito Roberto Pina  ( veja o ofício acima) afirma que o município de Igarapé-Miri não ficará desatendido. 
 
Ao  deus-dará - Enquanto isso, a violência contra as pessoas e contra o patrimônio delas só faz aumentar. Após o arrombamento de uma loja no centro da cidade, a Eletrônica Obadias, do comerciante conhecido por Babá, os ladrões estacionaram um veículo na porta da loja e tranquilamente armazenaram o que haviam surrupiado, deixando em seguida o local sem ser importunados.

Nesta terça-feira, dia 3, está marcada uma nova manifestação para pedir segurança pública. Desta vez, o ato será em Belém e em Igarapé-Miri. Já existe convocação de servidores públicos, empresários e da população nas redes sociais.

O resultado disso não se sabe qual será, mas existe um grande clamor da população por providências.

Nenhum comentário:

Postar um comentário