quinta-feira, 19 de maio de 2016

CASTRAÇÃO DE CÃES E GATOS EVITA DOENÇAS E É GRATUITA EM BELÉM

O secretário de Saúde do município, Sérgio Amorim, com a equipe do Castramóvel


Aos quatro anos, Bolota, um cachorro sem raça definida, de porte médio, é a alegria da sua “mãe”, a dona de casa Deolinda Souza, 61 anos, que fez questão de levá-lo para a cirurgia de castração agendada para o castramóvel, veículo itinerante da Prefeitura Municipal de Belém para cirurgia de esterilização de cães e gatos e composto de um moderno centro cirúrgico e equipe de veterinários.

A relação e o cuidado de dona Deolinda com Bolota vem desde quando ele era um bebê. “Cuido do Bolota desde quando ele era filhote e vim aqui porque sei que a castração ajuda a prevenir doenças e vai proporcionar mais saúde para ele”, disse enquanto colocava uma toalha na cabeça do cachorro, ainda anestesiado, para protegê-lo do sol.

Hatchi, de sete anos, também passou pelo procedimento de castração no castramóvel instalado na Unidade Municipal de Saúde do Guamá. “Ele nunca cruzou. É o bebê da casa, um filho para mim. Cuido dele como cuido da minha família”, conta a autônoma Ionice Miranda. Ela estava ansiosa antes da cirurgia e disse confiar na equipe de veterinários e no trabalho da prefeitura. Após o procedimento, que durou cerca de 20 minutos, ela recebeu seu cachorro das mãos da veterinária Márcia Alves, e ouviu atentamente os cuidados pós-operatórios.

“Eu quero esse ‘menino’ vivendo muitos anos comigo e pesquisei sobre a castração antes de trazê-lo aqui. Além da prevenção de doenças como o câncer, o procedimento ajuda no aumento da vida do animal e diminui a agressividade. Meu ‘filho’ não é agressivo, não é de ficar fazendo aqueles movimentos nas pernas das pessoas. Ele é uma criança”, afirmou Ionice.

Tanto Bolota quanto Hatchi representam os 50 cães e gatos que devem ser operados no castramóvel nesta semana. Há ainda, cerca de 150 animais cadastrados para a realização da castração nas próximas semanas. “A procura pelo serviço de castração só tem aumentado e com o castramóvel podemos facilitar o acesso das pessoas à cirurgia, proporcionando um atendimento mais próximo de suas casas, no seu bairro. 

O Guamá é um dos bairros com maior população de cães e gatos. Por este motivo, iniciamos o mutirão de castração por aqui”, explicou Altevir Lopes, gerente do Centro de Controle de Zoonoses da Secretaria Municipal de Saúde.

O castramóvel ficará na Unidade Municipal de Saúde do Guamá até o final de maio, com realização de cirurgias inclusive aos finais de semana e no feriado. Já o cadastro para a cirurgia neste primeiro mutirão encerrou nesta quinta-feira às 12h.

Nos bairros - “É importante lembrar que a cirurgia de castração pode ser agendada diariamente no Centro de Controle de Zoonoses, com a apresentação de documento de identificação e comprovantes de renda e residência. A castração é gratuita e disponibilizada pela prefeitura para animais sem raça definida, cujos proprietários sejam de baixa renda”, esclareceu Altevir.

A castração é um método eficiente para a redução populacional de cães e gatos e controle de doenças que possam ser transmitidas por esses animais aos homens, como raiva, leptospirose, leishmaniose e toxoplasmose. “Com a ampliação do serviço pela prefeitura, o que inclui o castramóvel e a aumento da equipe de médicos veterinários, conseguimos ampliar de 60 cirurgias em janeiro para 600 em abril. Isto é um grande avanço em termos de saúde pública”, afirmou o gerente do CCZ.

O castramóvel irá percorrer vários bairros de Belém e ficará sediado nas Unidades Municipais de Saúde. Mais informações podem ser obtidas no Centro de Controle de Zoonoses, localizado na Avenida Augusto Montenegro, km 11 (ao lado da UPA de Icoaraci) ou pelos telefones 3227-2088, 3247-3001 e 3344-2350.
Texto: Paula Barbosa. Foto: Tássia Barros - Comus/ Sesma

Nenhum comentário:

Postar um comentário