INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL

Linha de Tiro - 19/04/2018

segunda-feira, 4 de abril de 2016

ADVOGADO QUE FEZ CRÍTICAS AO GOVERNO DO PSDB, EM RÁDIO DE CURUÇÁ, SOFRE ATENTADO


Almir Ribeiro (com a esposa), vítima de atentado em Curuçá. Ele criticou gestão do PSDB  
Advogados estiveram com o delegado-geral Rilmar Firmino (C), pedindo investigações rigorosas

O advogado Almir Ribeiro, que apresenta um programa na rádio Mangue FM 88.9, no município de Curuçá, na região nordeste do Pará, foi vitíma de um atentado. Ele estava em sua residência na noite de sexta-feira, dia 25 passado, quando dois homens, que estavam em motocicleta dispararam três tiros contra o imóvel. Felizmente, ele não foi atingido, mas as pessoas que estavam na residência entraram em pânico. As balas atingiram a cozinha externa da casa, onde ele se encontrava em companhia da mulher e de um filho de um ano de idade.

A polícia do município nada fez para apurar as causas e autoria do atentado. Ribeiro disse ao blog Ver-o-Fato não ter inimigos em Curuçá, mas reconhece que seu programa de rádio é polêmico, principalmente com críticas à atual gestão do PSDB no município, governado pela prefeita Nadege do Rosário Ferreira. 

"Nunca personalizo minhas críticas, que são feitas aos gestores públicos, mas a prefeita e seu marido e ex-prefeito de Curuçá, Josué da Silva Neves, têm enormes dificuldades de conviver com opiniões contrárias e reagem contra mim de forma agressiva", explicou o advogado, que também é pré-candidato à prefeitura. Ele disse que sua honra é atacada em uma rádio comunitária pelos políticos do PSDB.

Pelo fato de as suspeitas do atentado recairem sobre o governo tucano, o caso ganhou maior dimensão em Belém. Por iniciativa da Comissão de Prerrogativas da Ordem dos Advogados do Brasil no Pará (OAB-PA), colegas de profissão de Ribeiro, além do deputado federal Beto Salame, estiveram ontem pela manhã na Delegacia Geral, denunciando o atentado e cobrando providências.

A vítima também esteve presente ao encontro, participando da audiência com o chefe da Polícia Civil, Rilmar Firmino, que prometeu tomar providências para que o atentado seja esclarecido, os autores presos e os mandantes responsabilizados judicialmente. Firmino designou um delegado para comandar as investigações em Curuçá. Ribeiro, na ocasião, prestou depoimento. Ele também já havia feito um Boletim de Ocorrência na noite do atentado.    

Em Abade, localidade a 4 km da cidade de Curuçá, corre o boato de que o autor do atentado teria sido um motorista da prefeita Nadege Ferreira, que estaria escondido por "ordem superior". Testemunhas disseram que um dos pistoleiros trajava camisa regata e tinha um boné na cabeça. 

O Ver-o-Fato tentou ouvir a versão da prefeita do PSDB sobre as suspeitas levantadas após o atentado, mas não conseguiu falar com Nadege Ferreira. Ninguem atendeu os telefones do gabinete, que ora chamavam, ora só davam ocupados. 

5 comentários:

  1. Me solidário com esse grande profissional que é o De. Almir Ribeiro, em todos os casos de grande repercussão do nosso estado a polícia civil sempre esclareceu o fato, acho que desta vez não será diferente...sempre adiante Almir.

    ResponderExcluir
  2. Me solidário com esse grande profissional que é o De. Almir Ribeiro, em todos os casos de grande repercussão do nosso estado a polícia civil sempre esclareceu o fato, acho que desta vez não será diferente...sempre adiante Almir.

    ResponderExcluir
  3. A questão é que esses caras que tem um microfone aberto sem limitações atacam, desacatam, e todo tipo de sacanagem contra seus algozes. Não defendo bandido, ninguém tem sangue de barata mermão...

    ResponderExcluir
  4. ridiculosssssss...que dizer que acabou a democracia? nã\o podemos falar o que pensamos e o que estamos vendo? se ele fala na rádio é porque ela dá motivos..em que m undo vivemos que não podemos falar por medo de retaliação...se não que ouvir criticas n~]ao se meta na politica,,orassssssss

    ResponderExcluir