INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL

Linha de Tiro - 19/04/2018

segunda-feira, 28 de março de 2016

SESPA DIZ QUE CARRO QUE REBOCAVA LANCHA NÃO É MAIS DELA. PREFEITO PROMETE PUNIÇÃO

A propósito daquela lancha que, na sexta-feira passada, foi fotografada no momento em que era rebocada do rio, na cidade de Mocajuba, por um veículo da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sespa), a própria Sespa mandou para o Ver-o-Fato duas lacônicas linhas com a seguinte explicação: " A Secretaria de Estado de Saúde Pública esclarece que o veículo nas imagens pertence ao município de Oeiras do Pará. O automóvel foi doado pela Secretaria no ano de 2012, para auxiliar nas ações de saúde de município.

A Sespa também enviou nota emitida pela  prefeitura de Oeiras, onde se pode ler o seguinte: " A Secretaria Municipal de Oeiras do Pará veme scalrecer sobre o veículo encontrado em uso indevido por terceiros. Informamos que o veículo em questão foi levado a uma oficina de Mocajuba para conserto, e que desconhecemos do seu uso para outros fins e não autorizamos tal conduta, e que a secretaria deste município irá apurar os fatos e pedir punição aos culpados".

Segundo o repórter Carlos Baía, a lancha  pertence a Pedro Donato, que foi chefe da Secretaria de Obras da prefeitura de Mocajuba, no período em que o prefeito Rosiel encontrava-se afastado. Pedro Donato é homem de confiança e sócio do prefeito anterior "Zé Antônio Castro" , Segundo a fonte, eles comandaram e afundaram Mocajuba no período de 1 ano e 2 meses.

A fonte de Baía informa ainda que Pedro Donato é mecânico. O carro da Sespa é do município de Oeiras do Pará. O mecânico conserta e leva o veículo nos finais de semana para Mocajuba. Pedro Donato tem um parentesco com o prefeito de Oeiras, Eli Batista, e presta alguns serviços na cidade de Oeiras.

Nota do blog: perfeito, genial, bela explicação. Se Pedro Donato é parente do prefeito de Oeiras, Eli Batista, então o próprio prefeito poderia responder à seguinte pergunta: ele vai punir mesmo o parente folgado, que usa e abusa de um bem público como se dele fosse? Ou tudo vai ficar em família? 

Responda aqui, sr. prefeito. Ou cale-se para sempre.




Nenhum comentário:

Postar um comentário