sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

PREFEITO DE VITÓRIA DO XINGU USA DELEGADO PARA INTIMIDAR RIBEIRINHOS


Rildo Gomes foi preso em outubro do ano passado e diz sofrer ameaças de morte
O aterramento próximo à orla do Rio Xingu é feito de qualquer maneira

Veículos a serviço da prefeitura estão na área onde antes havia mata
O igarapé foi destruído e as famílias denunciam poluição


Mais de 20 casas de ribeirinhos foram destruídas sem ordem judicial pelo prefeito de Vitória do Xingu, Erivando Oliveira Amaral (PSB). Tudo para fazer às pressas, segundo denúncia, uma obra a toque de caixa e justificar saída de dinheiro público em época de campanha eleitoral, o que é vedado por lei. Na fúria do prefeito, três igarapés que mantém comunicação com o rio Xingu foram destruídos.

As famílias que tiveram suas casas derrubadas por tratores da prefeitura criaram a Associação dos Moradores Atingidos pela Obra da Orla, denunciando que os igarapés, fontes naturais que servem ao lazer da população, foram aterrados por ordem do prefeito. Durante os protestos,  o presidente da entidade, Rildo Gomes, uma voz que denuncia desmandos no município, foi ameaçado de morte por emissário de Erivando Amaral.

Em outubro do ano passado, Gomes chegou a ser preso por ordem do prefeito, prontamente cumprido pelo delegado Lindoval Borges. É voz corrente no município que esse delegado faz o que Amaral manda. A ameaça de morte contra o líder ribeirinho e a conduta tida como parcial do delegado no episódio trouxeram Gomes a Belém. 

Ele prestou depoimento na Delegacia de Crimes Funcionais (Decrif), que apura conduta inadequada e desvio de conduta de policiais civis. O advogado Ismael Moraes, defensor do radialista, anunciou que ingressará com medida judicial.  

O Ver-o-Fato tentou falar com o prefeito Erivando Amaral, mas o telefone da prefeitura e do gabinete não concluíram as chamadas.

Um comentário:

  1. São esses fatos que fazem-nos questionar pra que serve afinal esses municipais de meio ambiente?

    ResponderExcluir