VER-O-FATO: NO ANIVERSÁRIO DE BELÉM, ALCYR FOI ASSALTADO DUAS VEZES

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

NO ANIVERSÁRIO DE BELÉM, ALCYR FOI ASSALTADO DUAS VEZES

Alcyr Guimarães: apesar do duplo assalto, a exaltação a Belém

Compositor e cantor, Alcyr Guimarães, um dos expontes desta cultura paraense pujante e diversificada, foi a nova vítima - mais uma entre tantas que diariamente circulam pelas ruas perigosas de Belém - da violência que nos faz reféns do medo e da certeza de que, o que pagamos de impostos de nada serve para nos proporcionar o mínimo de segurança como cidadãos. 

Ele foi assaltado e assaltado - isso mesmo, duas vezes - quando se dirigia para o bairro de São Braz, onde iria participar de um show em comemoração ( que ironia !) aos 400 anos desta cidade, na noite de ontem. Os bandidos levaram dinheiro, celular, documentos e até o instrumento de trabalho de Alcyr, com o qual ele encanta o público paraense com seu raro talento e sensibilidade: o violão.

Felizmente, Alcyr não sofreu nenhuma agressão física e só foi poupado disso porque um dos bandidos o reconheceu como músico, dizendo que era fã dele. Num vídeo de pouco mais de 6 minutos, o artista narra, sem esconder a emoção e o choro, os momentos que viveu nas mãos dos bandidos por duas vezes. E diz que, apesar de tudo, cada vez mais ama Belém. 

Mesmo depois de duplamente assaltado, ele foi para São Braz e cantou, cantou, até ficar rouco. "Cantei, cantei, eu desforrei alguma coisa ruim no canto". Eis o relato de Alcyr sobre os momentos de medo e tensão que passou nas mãos dos bandidos. Você vai se emocionar com o relato. 

E também se indignar de ver a que ponto chegamos neste Pará tão carente de políticas públicas que nos ofereçam a paz que tanto almejamos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário