sábado, 26 de dezembro de 2015

NO BAIRRO DO BARREIRO, 15 JOVENS MORTOS NOS ÚLTIMOS MESES


Um pastor evangélico, em conversa há pouco com o Ver-o-Fato, fez uma revelação que aqui é reproduzida para, não apenas a reflexão, mas providências concretas das autoridades autodenominadas competentes. No bairro do Barreiro, onde o pastor atua há pouco mais de dois meses, dois jovens que frequentavam a igreja foram assassinados.

As vítimas eram viciadas em drogas que buscavam na igreja uma forma de fugir do inferno em que viviam. Uma delas foi executada quase em frente à igreja. Na área onde se localiza a igrejinha evangélica, a revelação mais contundente do pastor: nesses últimos meses, 15 jovens foram assassinados.

Alguns tinham ligações com o tráfico de drogas ou porque eram apenas viciados que deram calote nos traficantes. Outros, morreram porque estavam na companhia dos jovens escolhidos para morrer por matadores que agem impunemente. Ou seja, as  milícias continuam livres, leves e soltas por toda a Região Metropolitana de Belém, praticamente atuando nas barbas das autoridades. Matam sem ser importunadas.

E o pior: nem inquérito policial existe para apurar tais assassinatos. O que diz, a respeito disso, o general Jeanot Jansen, nosso secretário de Segurança Pública? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário