VER-O-FATO: FEDERAIS NÃO SE INTIMIDAM E VOLTAM A APREENDER MADEIRA ILEGAL EM DOM ELISEU

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

FEDERAIS NÃO SE INTIMIDAM E VOLTAM A APREENDER MADEIRA ILEGAL EM DOM ELISEU

A ação de vândalos que saquearam, destruiram e incendiaram a Câmara Municipal de Dom Eliseu,  além de invadirem a prefeitura do município localizado na fronteira do Pará com o Maranhão, não intimidou os agentes da Polícia Rodoviária Federal, que continuam apreendendo milhares de toras de madeira extraída ilegalmente de florestas da região. Durante a madrugada desta terça-feira, por exemplo, os homens da PRF apreenderam 51 metros cúbicos de madeira que estavam sendo transportados ilegalmente em dois caminhões. 

Os flagrantes de crime ambiental aconteceram em frente ao posto da PRF, na BR-010 (Belém-Brasília), quilômetro 19, no município de Dom Eliseu. O primeiro flagrante ocorreu quando os agentes abordaram um caminhão trator, tracionando dois semi reboques, com placas do estado do Paraná. Durante a fiscalização os policiais constataram que no veículo estava sendo transportada uma carga de 30 metros cúbicos de madeira serrada de diversas espécies.

Durante a fiscalização, o condutor do veículo Antônio Marcos Janjacomo, apresentou a nota fiscal e a guia florestal referente ao transporte da madeira, mas após verificação da documentação e análise da carga, os agentes da PRF constataram que os perfis de madeira não eram condizentes com os da documentação apresentada, transgredindo assim, o parágrafo único do artigo 46 da lei 9.605/98, a lei de crimes ambientais.

Questionado sobre a madeira transportada ilegalmente, o condutor do caminhão, afirmou que havia efetuado o carregamento no município de Rorainópolis (RR) e que, através de transporte fluvial, havia desembarcado em Belém tendo como destino Brasília (DF). Momentos mais tarde, os agentes da PRF abordaram um caminhão transportando aproximadamente 21 metros cúbicos de estacas de madeira da espécie “Acapu” sem as documentações exigidas pela lei ambiental. 

O condutor, Floremil Appolinário Neto, informou aos policiais, que teria embarcado a madeira no município de Tomé Açu, e teria como destino o município de Dom Eliseu e que recebeu o valor de dois mil reais pelo frete. Caracterizado o crime ambiental no artigo 46, as cargas e os caminhões foram apreendidos no posto da PRF em Dom Eliseu, ficando a disposição do Ibama. Os condutores foram detidos e liberados após terem assinado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) se comprometendo posteriormente a comparecer em juízo.
Os agentes federais apreenderam 51 metros cúbicos de madeira em dois caminhões
O policial federal examina a carga apreendida em frente ao posto da PRF na Belém-Brasília

Nenhum comentário:

Postar um comentário