VER-O-FATO: DOS EXTRATERRESTRES DE COLARES AO SUBMARINO DA VIGIA

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

DOS EXTRATERRESTRES DE COLARES AO SUBMARINO DA VIGIA

O capitão Holanda viu uma nave de outro planeta no rio Guajará-Mirim, em 1977
No mesmo rio Guajará-Mirim, em 2015, a polícia descobre um submarino. Eita Pará !
Em 1977, durante a "Operação Prato", que investigava a aparição de OVNIs na região da Vigia e Colares, o então capitão Uirangê Holanda, que era do Serviço Secreto da Aeronáutica em Belém, disse ter visto, no rio Guajará-Mirim, uma nave extraterrestre com mais de 30 metros de diâmetro. Isso fez com que o à época comandante do 1º Comar, brigadeiro Protásio Lopes de Oliveira, após receber ordens do Ministério da Aeronáutica, em Brasília, decretasse o fim das investigações das supostas aparições alienígenas. No meio militar, em plena ditadura, achavam que o capitão tinha ficado doido.

Pois bem. Em 2003, se não me engano, um senhor de Curuçá, de nome Nazari Barbosa, anunciou ter construído um disco-voador, utilizando (não vou rir, juro) um motor de Fusca. Dizia ele que a geringonça estava pronta para decolar rumo a outras galáxias. Foi até entrevistado pelo Fantástico, da Rede Globo.

Agora, no mesmo rio Guajará-Mirim, onde o capitão Holanda viu a nave gigantesca, a Polícia Civil do Pará descobre um submarino, que provavelmente serviria a traficantes colombianos para transporte  de cocaína pelos rios amazônicos. O pior é que o "bicho" foi construído em menos de três meses e já estava prontinho para singrar "mares nunca dantes navegados", com o perdão do poeta Camões.

Em matéria de rapidez na construção, esse submarino dos traficantes ganhou dos 70 metros da ponte do Moju que o Jatene levou quase 2 anos para consertar.

Resumo dessa postagem besta, aqui do blog: os ETS fazem escola no Pará, desde 1977. Do jeito que as coisas vão, logo, logo, eles irão eleger na terra do açaí um governador vindo de Marte. O diabo é quem duvida.

Não riam, por favor.

2 comentários:

  1. Que venha logo alguém de Marte para governar o Pará ou o Brasil. :)

    ResponderExcluir
  2. E eu que achava que o governador e o prefeito de Belém eram de Marte......ou, quem sabe, de Netuno. O submarino é para ser usado na travessia lá em Mojú, mas também pode ser utilizado em algumas ruas de Belém durante as chuvas.
    Kenneth

    ResponderExcluir