domingo, 13 de dezembro de 2015

COMEÇA O ENCHIMENTO DO RESERVATÓRIO INTERMEDIÁRIO DE BELO MONTE

A operação contínua do vertedor do Canal de Derivação que levará água para o reservatório intermediário da Usina Hidrelétrica Belo Monte iniciou ontem (12), às 6h20. Na sexta-feira, a empresa responsável pelo empreendimento, Norte Energia, realizou com sucesso o teste de abertura e fechamento das duas comportas do vertedouro que já está liberando água de forma controlada até a vazão máxima de 1.000 m3/s para o Canal que interliga os reservatórios principal e intermediário da usina. As informações são da empresa.

“É um momento histórico e feliz para todos os funcionários e empresas que participam do empreendimento”, disse o diretor presidente da Norte Energia, Duilio Diniz de Figueiredo. Cerca de cem operários, técnicos e executivos assistiram a abertura das duas comportas. Quando o volume de água atingir o nível adequado, a barragem provisória construída entre o rio Xingu e o Canal de Derivação será retirada de forma gradativa para que haja a interligação entre os reservatórios, mantendo o nível de ambos na cota constante de 97 metros acima do nível do mar.

O vertedouro com as duas comportas, diz a Norte Energia, é uma solução de engenharia prevista no Plano Básico Ambiental Consolidado do Belo Monte para permitir o início do desvio do Rio Xingu com baixas vazões, até equilibrar os níveis do Canal e do reservatório principal. O mecanismo substituiu o método de bombeamento de água para encher o Canal de Derivação e reduz o tempo de enchimento de 77 para 45 dias. Nesse período será possível fazer os primeiros testes de comissionamento na primeira Unidade Geradora da Casa de Força Principal localizada no Sítio Belo Monte.

Para desviar a água do Xingu para o vertedouro do Canal de Derivação, foi construído um canal de adução paralelo para conduzir a água à área onde estão as duas comportas, situadas a cerca de três quilômetros da intersecção com o rio. Uma rede de proteção foi instalada na entrada do canal de adução para prevenir eventual impacto em peixes que poderiam adentrar o canal em sua fase inicial de enchimento.

Concluído em novembro de 2015, o Canal de Derivação de Belo Monte possui 20 km de extensão, 300 metros de largura média entre as margens e 25 metros de profundidade. Ele promove a interligação entre os reservatórios principal, formado no próprio leito do rio, e o reservatório Intermediário, que fornecerá água para mover as turbinas da Casa de Força Principal do empreendimento. Com a conclusão do enchimento dos dois reservatórios, é previsto que passe pelo canal uma vazão de água de até 14.000 metros cúbicos por segundo.

Belo Monte terá 24 unidades geradoras, sendo 18 na Casa de Força Principal, no Sítio belo Monte, e seis na Casa de Força Complementar, no Sítio Pimental. Com potência instalada de 11.233.1 Kw, a hidrelétrica beneficiará 60 milhões de pessoas em 17 estados brasileiros.

O teste no vertedouro ocorreu na presença dos diretores da Norte Energia  Antônio Elias Filho (Construção), José de Anchieta dos Santos (Socioambiental) e Clarice Coppetti, além de representantes do Consórcio Construtor Belo Monte e das demais empresas envolvidas na construção do canal e operação do vertedouro.

Rede de proteção: pelo canal devem passar 14 mil metros cúbicos de água por segundo

Outro aspecto do vertedouro do canal de derivação da hidrelétrica

Abertura do vertedouro do canal de derivação: fotos de Beto Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário