INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL

Linha de Tiro - 19/04/2018

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

PROMOTOR PÕE FIM À BAGUNÇA NO CONJUNTO DA COHAB, GLEBA III

O inferno que virou a vida dos moradores do conjunto da Cohab, Gleba III, situado na rodovia Augusto Montenegro, depois que a prefeitura de Belém decidiu criar uma rota alternativa de tráfego para contornar os problemas com as obras do BRT, parece ter tido fim, após reunião de uma comissão de moradores da área com o promotor Raimundo Coelho de Moraes, titular da 3ª Promotoria de Meio Ambiente, Patrimônio Cultural, Habitação e Urbanismo de Belém.

Os transtornos foram causados aos moradores pela utilização da via pública para estacionamento de caminhões de carga, constantes engarrafamentos, aliciamento de menores, despejo de lixo, e higiene em locais inadequados. A presença de caminhões nas ruas do conjunto piorou ainda mais a situação.

"Tem que ser cumprido o código de trânsito brasileiro. E ainda, garantir a mobilidade da população e as devidas condições de higiene da área" resumiu Raimundo Moraes. Ele determinou que os caminhoneiros que estacionavam seus veículos no conjunto sejam retirados do local pela Semob até o próximo sábado, 14.

Em março deste ano, as associações de moradores protocolaram ofício no MPPA, denunciando e pedindo providências quanto à presença de caminhões na área do conjunto. De acordo com os relatos, a situação vem proporcionando uma série de práticas criminosas, bem como condutas que causam constrangimento e transtorno ao sossego público.

ORLA

Moraes também esteve reunido com as associações, Amigos do Patrimônio de Belém (Apabel) e Cidade Velha Viva (Cviva), entidades que integram o Movimento Orla Livre, que luta para mudar o plano diretor da cidade. Um artigo desse plano permite a construção de prédios de até 30 andares próximo da orla da cidade.

"Esta reunião marca a retomada das discussões pela regulamentação da ocupação e ordenamento das áreas que compõem a orla da cidade", declarou  Raimundo Moraes. O objetivo é a elaboração de políticas planificadas e um projeto de orla integrado, com as áreas livres para o uso da população.
 

O promotor Raimundo Moraes atendeu reivindicações dos moradores

Nenhum comentário:

Postar um comentário