VER-O-FATO: Tem boi voando em Tailândia: empresa recebe para limpar cidade, mas sujeira é total.

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Tem boi voando em Tailândia: empresa recebe para limpar cidade, mas sujeira é total.

Enquanto o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) finaliza sua Nota Técnica para embasar uma ação civil pública contra a atual gestão da prefeitura de Tailândia, as irregularidades em vários setores da administração continuam a pleno vapor. Desde julho do ano passado, por exemplo, uma empresa de "fachada", chamada Urbana, Jardinagem e Limpeza - segundo informam ao blog moradores daquele  município -, vem recebendo dos cofres públicos, religiosamente todo mês, por supostos serviços  de limpeza das ruas da cidade.
A empresa ganhou tais serviços sem se submeter a qualquer processo de licitação. Até julho de 2015, a prefeitura já havia depositado na conta dela o valor total de R$ 576.750,00. Os moradores denunciantes andam com a pulga atrás da orelha e fazem algumas perguntas ao blog Ver-o-Fato, mas cujas respostas quem deveria oferecer é a própria prefeitura. 
Depois de enviar alguns documentos, obtidos no portal da prefeitura, eles fazem alguns questionamentos: o que faziam e fazem os 70 garis que recebiam na folha da prefeitura em julho de 2014, somando mais os serviços da empresa Urbana, Jardinagem e Limpeza, se as ruas e avenidas de Tailândia eram e continuam sendo uma "sujeira em abundância"?

Outra pergunta: qual a justificativa para dispensa de licitação se não ocorreram serviços emergenciais no decorrer de um ano? Além disso, os denunciantes querem saber qual o verdadeiro proprietário da empresa, pois ficaram sabendo que haveria "um laranja" na parada. O que mais intriga a todos é que a empresa beneficiada com o tal contrato de limpeza vive constantemente com suas portas fechadas. 

O prefeito foi procurado por telefone, para se manifestar sobre a denúncia, mas seu celular estava desligado. Na prefeitura, um servidor disse que o prefeito Ney da Saúde "anda muito ocupado e não tem tempo para falar com jornalistas".

Veja abaixo os documentos enviados ao blog que embasam a denúncia apresentada. A papelada será remetida ao procurador de Justiça Nelson Medrado, de acordo com os moradores. Medrado, aliás, já descasca um enorme abacaxi de irregularidades supostamente praticadas na gestão do prefeito Ney da Saúde. 

Que, dizem seus opositores, está para Tailândia como está a rainha Elisabeth II para o Reino Unido. Ou seja, reina, mas não governa.

A sede da empresa Urbana está sempre fechada e intriga moradores

A Urbana tem dinheiro na conta, mas as ruas estão cheias de lixo








4 comentários:

  1. Essa é uma realidade vergonhosa de vários municípios do Pará (e porque não dizer do Brasil?), muito dinheiro roubado e cidades de acabando por falta de infra-estrutura, educação e afins. Até quando as pessoas irão eleger maus governantes?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a secretaria de educação mandou foi oficio para as escolas pedindo que reduzisse a merenda escolar que estava muito alta as despesas,tem escola rural que nao tem merenda, um maior absurdo e fazer um decreto por 15 dias pra reduzir gastos ,só na área da educação foi 80 demitido as salas dos pequenos que tem assistente nao tem mais,agora e assim que funciona, se na escola tem duas secretarias,um digitador,um vice-,coordenador,diretora,tem q fica só duas pessoas no máximo três,isso escola com mais de 1800 alunos como por exemplo Manoel de Araujo,,Gabriel lage,e um absurdo este prefeito em doido cade nossas autoridades que nao ver isso pelo amor de Deus, esta um calci a situação de Tailândia isso e fora a saúde que foi 30 ,e outros setores e outras coisas se a gente for falar algo e penalizado,por isso sou anonimo

      Excluir
  2. So fachada isso nunca abriu as portas e nem vai.

    ResponderExcluir
  3. O povo aki e igual a de todo o "brasil" palhaços usados e iguinorados por politicos.

    ResponderExcluir