quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Sargento da Rotam é baleado na cabeça por dois bandidos, agora à tarde, no Telégrafo

Mais um crime, nesta tarde, em Belém, a engrossar o caldeirão de violência, medo e desamparo em que vive a população de Belém: o sargento da Polícia Militar Alberto Neves, lotado na Ronda Tática Metropolitana (Rotam), foi baleado na cabeça por dois bandidos que estavam em duas motos. O crime ocorreu na travessa 14 de Março, entre as ruas José Pio e Djalma Dutra, no bairro do Telégrafo.
 
De acordo com as primeiras informações e fotografias repassadas ao Ver-o-Fato, o militar foi socorrido e levado para o hospital da Unimed, na Visconde de Souza Franco, onde entrou em estado grave no bloco cirúrgico. O PM, segundo populares, foi surprendido pelos bandidos, que já chegaram atirando, fugindo logo em seguida. 

Viaturas da Rotam e da Polícia Civil já estão no local para colher informações de possíveis testemunhas que levem à identificação dos criminosos. A onda de violência, ao que parece, agora volta-se mais uma vez contra policiais militares. No domingo, o soldado da Rotam, Vitor Pedroso, foi morto a tiros por três homens que queriam a motocicleta dele. Na segunda-feira, o suspeito de matar o soldado, Jaime Nogueira Junior, foi morto dentro do hospital da Unimed por oito homens encapuzados. 

Neves: a mais nova vítima da barbárie que assola o Pará

Populares foram ao local do crime, na baixada da 14 de Março

Militares da PM buscam informações para localizar os criminosos

Nenhum comentário:

Postar um comentário