VER-O-FATO: Polícia Federal caça pedófilos na Grande Belém; dois já foram presos

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Polícia Federal caça pedófilos na Grande Belém; dois já foram presos

Os pedófilos da Grande Belém estão em polvorosa. Desde a manhã de hoje, 25 policiais federais estão nas ruas com vários mandados de prisão contra indivíduos envolvidos em assédio sexual, pela Internet, de crianças e adolescentes. A operação da PF denominada “Temeluche” é uma referência a um anjo protetor das crianças. Segundo a PF, estão sendo cumpridos cinco mandados de busca e apreensão em endereços da Grande Belém. De acordo com o delegado Eduardo Jorge, no início da manhã duas pessoas já foram presas. Uma é professor e mora em Ananindeua. A outra é engenheiro de computação.

Elas foram flagradas com conteúdo pornográfico envolvendo crianças e adolescentes. O crime mais grave se caracteriza com a transmissão de conteúdo pornográfico envolvendo crianças e adolescentes pela rede mundial de computadores. Quando o conteúdo pornográfico direcionado para menores é encontrado nos computadores dos investigados, a prisão em flagrante é formalizada.

A pedofilia está entre as doenças classificadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) entre os transtornos da preferência sexual. Pedófilos são pessoas adultas (homens e mulheres) que têm preferência sexual por crianças – meninas ou meninos - do mesmo sexo ou de sexo diferente, geralmente pré-púberes (que ainda não atingiram a puberdade) ou no início da puberdade, de acordo com a OMS. A pedofilia em si não é crime, no entanto, o código penal considera crime a relação sexual ou ato libidinoso (todo ato de satisfação do desejo, ou apetite sexual da pessoa) praticado por adulto com criança ou adolescente menor de 14 anos. 

Conforme o artigo 241-B do ECA é considerado crime, inclusive, o ato de “adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente.” A maioria dos pedófilos são homens, e o que facilita a atuação deles é a dificuldade que temos para reconhecê-los, pois aparentam ser pessoas comuns, com as quais podemos conviver socialmente sem notar nada de anormal nas suas atitudes. Em geral têm atividades sexuais com adultos e um comportamento social que não levanta qualquer suspeita. 

Eles agem de forma sedutora para conquistar a confiança e amizade das crianças. Pedófilos costumam usar a Internet pela facilidade que ela oferece para encontrarem suas vítimas. Nas salas de bate-papo ou redes sociais eles adotam um perfil falso e usam a linguagem que mais atrai as crianças e adolescentes. Por isso é muito importante não divulgar dados pessoais na Internet, como sobrenome, endereço, telefone, escola onde estuda, lugares que frequenta, e fotos, que podem acabar nas mãos de pessoas mal intencionadas.

De acordo com Anderson Batista, fundador do site Censura, “às vezes, a criança envia uma foto para um colega de classe e essa imagem acaba caindo na rede dos pedófilos. Ou porque alguém ligado ao colega que recebeu a foto está numa rede de pedofilia, ou porque a imagem foi colocada em algum blog e, com isso, se tornou pública”.
 
Atenção: Violência sexual contra criança e adolescente é crime! Para denunciar por telefone:  Ligue para o número 100, do Disque Denúncia Nacional, subordinado à Secretaria de Direitos Humanos do Ministério da Justiça. A ligação é gratuita e o serviço funciona diariamente das 8h às 22h, inclusive nos finais de semana e feriados. As denúncias recebidas são analisadas e encaminhadas aos órgãos de defesa e responsabilização, num prazo de 24 horas.

Denúncia por e-mail:  É possível também enviar uma mensagem para a Secretaria Especial dos Direitos Humanos no e-mail:  disquedenuncia@sedh.gov.br.

Nenhum comentário:

Postar um comentário