VER-O-FATO: Paulo Rocha, do PT, pede a Dilma para manter Ministério da Pesca e dá força a Helder

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Paulo Rocha, do PT, pede a Dilma para manter Ministério da Pesca e dá força a Helder

Nesse mundo político confuso em que mergulhou Brasília e o governo do PT nesses últimos dias - palco de intensas batalhas fisiológicas e escatológicas por ministérios e cargos menores na estrutura de poder - um novo ingrediente é adicionado à salada de interesses pessoais e de grupos políticos.

Da cabeça do senador paraense Paulo Rocha (PT) saiu uma ideia esquisita. Na última sexta-feira, quando Dilma já estava nos Estados Unidos para participar da Assembléia-Geral da ONU, Paulo Rocha encabeçou um abaixo-assinado entregue no Palácio do Planalto, pedindo à presidente da República que o Ministério da Pesca não seja extinto. 

Na reforma administrativa que está sendo elaborada por Dilma Rousseff, o fim da pasta e a transferência da sua estrutura para o ministério da Agricultura são dados como certos. Mas, o documento, organizado por entidades de pescadores, alega que "o setor pesqueiro nacional não pode amargar o fim do endereço para o qual se destinam todos os seus anseios". 

E mais: "em momentos de crise, malferir um setor tão produtivo - econômica e socialmente falando - como é o caso desse segmento não se afigura uma medida plausível", conclui o manifesto. Além de Paulo Rocha, a senadora Fátima Bezerra (PT-RN) também assinou o texto. 

Paulo Rocha tem dito em rodas do PT e até para jornalistas que pretende disputar o governo do Pará em 2018. Helder Barbalho, o atual ministro da Pesca, também é candidato ao governo e já está em campanha faz tempo.

Durma-se com um barulho desses ! 

O que se passa na cabeça de Paulo Rocha? Bom, só perguntando a ele.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário