VER-O-FATO: Mário Couto ataca Jatene, chama prefeito Macalé de ladrão e o esmurra em público

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Mário Couto ataca Jatene, chama prefeito Macalé de ladrão e o esmurra em público

O sempre bem informado Marcelo Marques, no Blog do Bacana, divulgou agora pela manhã a seguinte informação: "No final de semana foi animado lá pelas bandas de São Caetano de Odivelas. Pra que Machida quando temos Mário Couto ? Na cidade, onde acontecia a festa da  banda de música Floriano Góes da localidade de Cachoeira , se encontraram o ex senador Mário Couto e o prefeito Mauro Rodrigues Chagas, o "Macalé" (PSDB), o mesmo partido ao qual Couto pertenceu recentemente.

O problema é que os dois não se dão desde a última eleição quando o ex senador acusa o prefeito de por ele ter sido enganado, pulando de seu barco para apoiar a candidatura de Helenilson Pontes  ao Senado. Chamado a falar Couto esculhambou o governador Jatene, a quem chamou de mentiroso – o resto das falas o blog se recusa a publicar.

Couto também começou a dizer que a banda merecia uma sede, mas que isso não ocorreria porque o prefeito estava roubando o dinheiro da prefeitura. E disse que ele mesmo faria a sede da banda já que o prefeito não tinha vergonha e não cumpria suas obrigações.

Quando sentou , ambos lado a lado, Macalé chamou Mário de "safado". No  melhor estilo Mike Tyson o ex senador deu um soco no queixo do prefeito, que se esparramou no chão em nocaute. Macalé lá ficou e Mário foi erguido pelos integrantes da banda, em aclamação pelo que disse e pelo que fez.
Se fosse filmado, faria sucesso no canal Combate".

O Ver-o-Fato conta o que o Bacana não sabe: Mário Couto deu R$ 70 mil para Macalé fazer a campanha do então senador no município. Mas, por alguma razão que só a política conhece, o prefeito pegou o dinheiro e bandeou-se para o lado de Helenilson. Mário Couto, que já saiu do PSDB, foi à São Caetano para ajustar contas com Macalé. 

O soco foi o preço da suposta traição.

                         Couto levou prefeito tucano Macalé a nocaute com um soco

9 comentários:

  1. Tudo mentira isso,o senador começou agredindo com palavras o prefeito,dizendo pra ele dar algo d presente à banda pq ele deu flautas,e o prefeito rebateu dizendo que ele sempre ajudou a banda mesmo antes de ser prefeito,e logo o senador ficou com raiva remoeu aquilo,porque a presidente da banda concordou com o prefeito e disse q o Macale sempre foi amigo da banda,o EX senador disse que o prefeito era um ladrão e o prefeito rebateu dizendo que ladrão era ele que roubou a assembleia, e logo o EX SENADOR foi pra cima do prefeito mas o prefeito defendeu-se com o braço, fazendo com que o soco não o atingisse,logo a população se revoltou e o Ex tudo saiu corrido de nossa região, pois ele seria linchado caso ficasse,o povo se revoltou com a atitude dele.

    Axo q vcs jornalistas deveriam procurar os fatos reais e não aceitar palavrinhas ,picuinhas,pois o leitor precisa ser bem informado e não ler um fato falso,o EX tudo (Mario Couto) nem compareceu no lançamento da campanha que ocorreu no dia seguinte,pois sabia o que esperava ele,fez bem pois no lançamento da campanha do seu candidato apoiado deu apenas 22 pessoas.

    ResponderExcluir
  2. Caro Roberto Pinheiro. O blog citou a fonte da narrativa, o Blog do Bacana. Logo, dirija sua ira sagrada a outro interlocutor. Se você é amigo ou assessor do prefeito, diga a ele para apresentar sua versão dos fatos aqui no blog. O espaço é democrático.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Porque removeram meu comentário???

    O espaço não é democratico???

    ResponderExcluir
  5. Poste-o novamente. A pagina esta com problemas

    ResponderExcluir
  6. Aqui pra mim apareceu que foi removido por um administrador. Mas vou postar novamente.

    ResponderExcluir
  7. Caro Carlos Mendes
    A partir do momento que você coloca uma notícia no seu blog, seja ela falsa ou verdadeira, seja ela criada por você ou copiada e colada aqui, você deve respeitar a resposta dos leitores e não instigar mais confusão insinuando coisas sobre os mesmos. Segundo, o sr. cai em contradição quando diz para o leitor dar a opinião dele no blog do bacana mas diz para o prefeito citado na "reportagem" vir dar a versão dele sobre os fatos ocorridos aqui no presente blog. Porque a opinião do simples leitor não é aceitavel mas a opinião do prefeito seria??? Falar que alguém é amigo ou acessor do prefeito pelo simples fato da pessoa ter dado sua versão dos fatos, por estar presente na ocasião, Não seria uma postura tendenciosa da sua parte??? Eu não estava presente no momento do ocorrido mas não são essas informações descritas aqui que estão circulando pela cidade. É forçar de mais dizer que o prefeito foi nocauteado e logo em seguida o ex senador foi erguido pelos integrantes da banda. Até porque estamos falando de um senhor com uma certa idade, Não sei ao certo mais ja deve estar dentro da terceira idade, mais conhecido como idosos. Fora que é uma atitude lastimável, uma pessoa pública como ex senador, servir de exemplo para o povo, instigar a violência dessa forma. Até porque estamos vivendo em tempos de muita violência e insegurança nas ruas de todo o país. E mais, Não podemos esquecer que um dia o ex senador ja foi parceiro do governador, então esses ataques são nada mais nada menos do que dor de cutuvelo. Talvez nas próximas eleições já estejam lado a lado novamente.

    ResponderExcluir
  8. Respeito sua opinião, mas veja bem. A briga entre o ex-senador e o prefeito advém de acordos não cumpridos entre ambos. Coisas dessa política que aí está, espalhando desgraça, desemprego, corrupção e outras formas de violência no país. Mário Couto diz para quem quiser ouvir que deu R$ 70 mil para o prefeito Macalé cuidar da campanha dele, senador, em São Caetano, mas o prefeito o traiu e gastou o dinheiro na campanha do Helenilson. O espaço continua aberto para o prefeito se manifestar. Aliás, se o que ocorreu é isso que você diz, o prefeito deveria pedir direito de resposta ao jornal Diário do Pará de ontem, que na coluna Repórter Diário transmitiu a mesma informação divulgada no Blog do Bacana, citada aqui no blog como fonte. O cidadão da banda que aqui postou seu comentário não disse que pertencia à banda, só o fez depois que fiz o comentário sobre a ira dele. Não há tendenciosidade nesse caso. É opinião. E opinião se discute.

    ResponderExcluir