segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Assessorias de imprensa valorizadas pelas ORM. Só hoje

O bicho está pegando nas redações de "O Liberal" e "Amazônia". Uma fonte do jornal revela ao blog Ver-o-Fato que entre os três repórteres e um fotógrafo que bateram o ponto, hoje pela manhã - a grande maioria aderiu à paralisação de 24 horas -, havia uma estagiária de jornalismo que, coitada, recebeu uma pauta com quatro matérias para cumprir. Sem fotógrafo, ela saiu no carro do jornal, mas só conseguiu cumprir a metade da pauta.

As assessorias de imprensa de órgãos públicos e instituições judiciárias, além de empresas privadas, sempre tratadas com desprezo pelos jornalões, de repente viraram a salvação da lavoura de notícias para as editorias. E haja telefonemas e solicitações de releases, sobre qualquer assunto, para encher as paginas dos dois jornais, amanhã.

O material conhecido por "calhau ", aquele cujo destino normalmente é a lata de lixo das redações, e as chamadas "matérias frias" - sobras do que não é editado ou não apareceu nas edições impressas -, também são benvindas pelos dirigentes das ORM nessas horas de vacas magérrimas.

Pobres leitores.





Nenhum comentário:

Postar um comentário