INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL

Linha de Tiro - 12/04/2018

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Sem essa de dividir estádio !

As torcidas de Paysandu e Remo estão entre as mais fanáticas do Brasil. Até aí, nada de mais. A imprensa nacional reconhece isso e exalta essa paixão da galera pelos dois maiores clubes do Norte.

O que não se entende é o sujeito ir para o estádio, num jogo do Papão, com a camisa do Flamengo. Ou o torcedor do Remo ir vestido com a camisa do Corinthians. Ainda se vê isso nos estádios paraenses, seja Curuzu, Baenão ou Mangueirão. É uma espécie de babaquice papa-chibé, de torcedor que incorporou o velho hábito de torcer por um segundo time, de fora do Pará.

Isso vem da época em que o cara virou Santos por causa do Pelé, ou do Botafogo porque no time tinha o gênio das pernas tortas, o Mané Garrincha.

Um torcedor do Paysandu, recentemente, me contou, irado, que foi barrado num jogo do Flamengo, no Maracanã, porque estava com a camisa do Papão.

Em São Paulo, tempos atrás, um torcedor do Remo quase foi linchado no Canindé, estádio da Portuguesa, porque estava com a camisa do Leão.

Se eles, lá pelas bandas do sul/sudeste, não permitem que nossos torcedores vistam as cores de Remo e Paysandu em jogos contra times locais, como é que nós, por aqui, bancamos os otários, indo com a camisa de Palmeiras, Flamengo, Fluminense, São Paulo, até do Grêmio ou Internacional, em jogos aqui nos nossos estádios?

Temos que ter um pouco de amor próprio, de valoriza Remo e Paysandu, em vez de ficar ostentando cores de clubes de maior projeção nacional que não estão nem aí para nossas dores e alegrias. Felizmente, já se vê uma reação contra esse espírito de colonizado no futebol. "Paysandu, meu único time", tem sido dito nos estádios em jogos do Papão. "Remo, meu único time", dizem alguns azulinos. É por aí, sem baixar a cabeça, mas mantê-la erguida, mesmo na adversidade.

A diretoria do Paysandu, mais uma vez, inova ao quebrar essa regra de dividir estádio em jogo contra os "grandes" do sul. Com a classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil, o Papão fica no aguardo para o sorteio que vai acontecer no dia quatro de agosto, para definir quem será o seu adversário na disputa. Vem do chamado “Pote 1”, onde ficam os cabeças de chave: Corinthians, São Paulo, Cruzeiro, Atlético-MG, Grêmio, Internacional, Flamengo ou Fluminense. Todos times de expressão nacional e com torcida por todo o Brasil. Mas antes mesmo de definir contra quem o Paysandu vai jogar, os bicolores já se anteciparam e na noite de ontem (22), o diretor jurídico Alexandre Pires já avisou nas redes sociais que o Papão não vai dividir o Mangueirão meio a meio com ninguém. - Independente de quem  enfrente nas oitavas de final da Copa do Brasil, Paysandu cumprirá o artigo 80 do Regulamento Geral, destinando 10% da capacidade para o visitante – afirmou o diretor bicolor. Os jogos das oitavas de final da Copa do Brasil devem acontecer nos dias 19 e 26 de agosto.


Um comentário:

  1. Você classifica de "babaquice papa-chibé" ir a um estádio com rouba de um outro clube que não os paraenses? Mas ir a qualquer lugar com a rouba que se quer, trata-se de uma liberdade de expressão. Se vc condena isso, não cabe falar contra liberdade de imprensa, pois nesse post seu esta claro que não respeitas as formas de se expressar das outras pessoas.

    É bem comum nos jogos da serie A, aparecerem torcedores com camisas da remo, paysandu e até bandeiras enormes do Remo e Papão já aparecerem em finais da copa do Brasil.

    ResponderExcluir