quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Fast medicine e erros médicos



Antonio Monteiro - médico *

Pesquisa divulgada nesta quarta-feira, 15, no 2º Anuário da Segurança da Assistência Hospitalar no Brasil revela que cerca de 148 pessoas morrem diariamente no Brasil, vítimas de erros cometidos em hospitais. Esse número de mortes é muito semelhante ao de mortes causadas por violências que tanto nos assustam.

Euclides Farias, um campeão de texto e de ética

Euclides: autor de texto primoroso que fará falta por muito tempo
A importância de Euclides Farias para o jornalismo paraense já foi medida por aqueles que com ele conviveram nas últimas três décadas, como o redator do Ver-o-Fato. Texto admirável, conciso, gostoso de ler, rico de informações, às vezes irônico. Os fatos, narrados por ele, tinham luminosidade própria.

Tudo temperado pelo respeito aos personagens de suas matérias ou crônicas, mas sem abrir mão da contundência de quem, por dever de ofício, não abdicava da indignação. Era também um cavador de informações privilegiadas.

O respeito que nutria por suas fontes era traduzido na veracidade das informações que publicava. Com isto, conquistou a credibilidade dos leitores, indispensável à boa reputação de um jornalista.

Aliás, falar do repórter e colega de profissão sem mencionar a pessoa amiga, humana e solidária, é impossível. Euclides era não somente elegante e primoroso no texto, como ético nas relações pessoais, até mesmo com pessoas a quem não conhecia. Coisa rara nos tempos que vivemos, onde muitos, hoje, desconfiam da própria sombra. 

A ausência de Euclides, para quem não o conhecia pessoalmente - sobretudo os leitores de suas crônicas nas redes sociais - será ainda mais sentida à medida em que os dias forem passando e não tivermos mais  a presença física dele no Facebook.

Vale lembrar: inúmeras partidas decisivas e glórias conquistadas pelo Paysandu assistimos juntos, nas arquibancadas da Curuzu ou nas cadeiras do Mangueirão. Ou nas eventuais comemorações do nosso Botafogo, pelo bares de Belém.

Euclides já faz falta e o fará por muito tempo. Que seja bem recebido nas redações celestiais, onde o aguardam Juvêncio Arruda, o xará Euclides "Chembra" Bandeira, e o intrépido Raul Thadeu, todos ávidos pelas "últimas" deste vale planetário. 

Paz à sua alma.

                                   Gostou da matéria?
Então clique em nossas redes sociais, abaixo, e siga as últimas notícias em tempo real, direto na sua timeline:
https://www.facebook.com/verofatonoticias/
https://www.instagram.com/ver.o.fato.noticias/
https://twitter.com/verofato

terça-feira, 14 de agosto de 2018

Carajás está no meio: procuradora-geral Raquel Dodge entra no STF contra renovação antecipada da concessão de ferrovias

Ferrovia de Carajás: Helder e Miranda vão entrar no debate ou fugir?

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, jogou lenha no debate eleitoral, principalmente no Pará - se é que candidatos como Helder Barbalho, Márcio Miranda e Paulo Rocha não fugirão do tema polêmico - ao ingressar ontem no Supremo Tribunal Federal (STF) com ação direta de inconstitucionalidade contra a renovação antecipada da concessão de ferrovias no país, especialmente na região de Carajás, onde num trecho de 892 km a empresa Vale fatura bilhões, exportando por meio do porto de Itaqui (MA) o ferro extraído das montanhas de Parauapebas e Canaã dos Carajás, no Pará.

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Hydro e prefeitura de Barcarena retaliam famílias e suspendem água para líderes de comunidades doentes de câncer

Dona Socorro: sem água, ela denuncia perseguição


A distribuição de garrafões de água mineral pela prefeitura de Barcarena e pela mineradora norueguesa Hydro às famílias prejudicadas pela empresa - após o despejo de rejeitos de bauxita nos rios e poços da região, em fevereiro passado - foi inexplicavelmente suspensa desde o final da semana passada.

Rodovia PA-150, de Moju a Marabá, é só buracos; e caminhões com seixo fogem da balança na Alça Viária

Imagine esse trecho durante a noite
O dinheiro público sumiu pelo ralo de obra mal feita na rodovia PA-150, que liga Belém ao sul do estado. A manutenção da estrada é péssima e o resultado é visível no trecho de mais de 400 km que liga Moju a Marabá: os buracos estão por toda parte. 
Uma fonte do Ver-o-Fato, acostumada a transitar pelo local, mandou a foto acima, de uma placa improvisada de advertência para o perigo às vidas humanas, no trecho entre os municípios de Goianésia e Jacundá. O suporte da placa está todo dentro do buraco.

domingo, 12 de agosto de 2018

Carlos Santos relança "A Província do Pará" para enfrentar o panfletarismo político do "Diário do Pará"

A velha máxima "bateu, levou" está de volta à imprensa do Pará, depois que o jornal "O Liberal" - na fase atual, comandada por Ronaldo Maiorana Júnior - deixou de incomodar os Barbalho, com seus petardos cotidianos, respondidos com igual virulência pelo "Diário do Pará" no período em que quem dava as cartas no grupo localizado atrás do "Bosque Rodrigues Alves" era Rômulo Maiorana Junior.

Justiça Federal suspende registro do glifosato, agrotóxico mais utilizado no Brasil; homem com câncer ganhou indenização de R$ 1 bilhão nos EUA

A Justiça brasileira suspendeu; a americana condenou a Monsanto por uso do herbicida:
A juíza federal substituta da 7ª Vara do Distrito Federal,Luciana Raquel Tolentino de Moura, determinou que a União não conceda novos registros de produtos que contenham como ingredientes ativos glifosato, abamectina e tiram, presentes em agroquímicos, em processo movido pelo Ministério Público.