VER-O-FATO

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

MPF cobra repasse de R$ 500 mil do governo do Pará a programa de proteção a testemunhas sob ameaça


O Ministério Público Federal (MPF) enviou recomendação ao governo do Pará e às secretarias de planejamento, fazenda e justiça e direitos humanos, para que repassem até o dia 15 de dezembro de 2018 o valor de R$ 505 mil para regularizar o funcionamento do Programa Estadual de Assistência a Vítimas, Testemunhas e Familiares de Vítimas de Crimes (Provita). Por conta de atrasos constantes nos repasses devidos pelo estado, diz o documento, “vítimas e testemunhas estão em situação de extrema vulnerabilidade” e a inclusão de pessoas que precisam de proteção foi inviabilizada.

Caso Agropalma: relatora que pediu vista de recurso apresenta voto nesta quarta-feira. E tem mais matrículas bloqueadas pela corregedoria

Desembargadora Nadja Cobra Meda: relatora

Relatora do recurso administrativo no qual a empresa Agropalma tenta derrubar decisão da Corregedoria das Comarcas do Interior - leia-se desembargadora Vânia Bitar Cunha - que determinou o bloqueio de quatro matrículas de fazendas que somadas superam mais de 30 mil hectares, entre os municípios do Acará e Tailândia, a desembargadora Nadja Nara Cobra Meda, do Tribunal de Justiça do Pará, deve apresentar nesta quarta-feira seu voto, durante sessão do Conselho da Magistratura.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Governo do estado, servidores efetivos e comissionados no TCE do Pará: o rabo morde o cachorro

TCE do Pará: governador dá as cartas na indicação de comissionados
Não é de hoje que o Tribunal de Contas do Estado do Pará (TCE-PA) age como se fosse uma espécie de quintal do poder executivo. Ou seja, faz o que o governador manda. Exemplo disso é o desrespeito do TCE no cumprimento da lei 8.037, de 2014, que estabelece percentual mínimo de 30% de reserva dos cargos comissionados, destinando-os a servidores efetivos daquele tribunal.

domingo, 9 de dezembro de 2018

De Temer a Oprah, Lula, políticos e famosos frequentaram casa de médium João de Deus

A apresentadora de TV Oprah Winfrey, com o médium: curada de câncer



O médium João de Deus, que diz fazer cirurgias espirituais através de entidades incorporadas em Abadiânia (GO), ostenta longa carteira de pacientes estrelados —de políticos a celebridades, brasileiros e estrangeiros. Da apresentadora americana de TV Oprah Winfrey ao atual presidente da República, Michel Temer (MDB). 

Depósitos mal explicados aos Bolsonaro e a honestidade da mulher de Júlio César

Pompéia, mulher de César: "parecer honesta"

O discurso contra tudo que de ruim e corrupto infesta a política brasileira, levou uma legião de desiludidos, de norte a sul do país, a colocar Jair Bolsonaro no poder. Ele encarnou um sentimento de revolta contra a roubalheira nos cofres públicos patrocinada pelo PT, PP, MDB, PL, PR, PC do B, PSDB e outras siglas encasteladas no Palácio do Planalto. Enfim, a velha política que, como um câncer incontrolável, corrói o organismo nacional. 

sábado, 8 de dezembro de 2018

Médium João de Deus é acusado de abuso sexual: leia na íntegra os relatos de seis mulheres

João de Deus: denúncias gravíssimas de 12 mulheres
Doze mulheres denunciaram ter sido sexualmente abusadas por João Teixeira de Faria, médium conhecido como João de Deus. Famoso pela realização de “cirurgias espirituais”, ele já atendeu políticos, celebridades e altos funcionários públicos do Brasil e do mundo, diz matéria da edição deste sábado do jornal carioca "O Globo".

Empresa é condenada no Pará pela prática de comércio ilegal de barbatanas de tubarão

A China é a maior beneficiada no comércio ilegal de barbatanas de tubarão


A empresa Pará Alimentos do Mar Ltda., denunciada por comercializar ilegalmente barbatanas de tubarão, foi condenada pela Justiça Federal à pena de prestação de serviços à comunidade, que consistirá no pagamento de contribuição financeira no valor de R$ 20 mil a entidades ambientais ou culturais públicas.